RADIO WEB JUAZEIRO : A OPINIÃO DE PASTOR TEOBALDO
sexta-feira, 17 de maio de 2019

A OPINIÃO DE PASTOR TEOBALDO

Oposição vence sem se unir, sim.
Pastor Teobaldo

Em Petrolina, quando surgiu Júlio Lóssio, diziam que ele não venceria por isso e aquilo. Há um mantra equivocado que se baseia em duas premissas ultrapassadas. A primeira diz que ninguém derrota a máquina da Prefeitura. Isaac derrotou em 2008. A segunda afirma que só com uma candidatura única a oposição vencerá. Quase venceu na eleição passada, com três candidatos de oposição. E não venceu por erros táticos, estratégicos, de articulação, centralização e falhas no Debate. 

Como nome mais novo dentre os Prefeituraveis, afirmo que não será na força do fígado que venceremos esta eleição. Mas, também não será na forca da subserviência eleitoral, cedendo a velhas fórmulas como se só assim fosse possível o êxito. 

Sigo firme e forte, embora ignorado por muitos e subestimado por vários. O futuro a Deus pertence e não a nós mesmos. Porém, reafirmo o que já disse aqui e em outros Grupos incontáveis vezes. O discurso que apregoa a unidade de oposição como única tábua de salvação e que ora preconiza um ou outro nome como a única pessoa viável é discurso pra inglês ver. Visa beneficiar, na maioria das vezes,o preferido de quem fala. É, em geral, subestimação da inteligência dos demais. E muda conforme a conveniência. Não gera unidade alguma. Pelo contrário, nos afasta ainda mais, porquanto vem permeado uns de esperteza, raiva, insultos, subestimação ou acusações, infundadas ou não.

Juazeiro merece muito mais que isso! Merece candidatos propositivos que apresentem soluções, saídas e caminhos viáveis para a grave crise moral, fiscal, estrutural e desvio de recursos que ora enfrentamos aqui, expondo a cidade a uma má gestão.

Há meses coloquei meu nome aos olhos de todos e, apesar de subestimado por boa parte da elite política existente, tenho atraído apoios de nichos inimagináveis. 

Bolsonaro venceu, contra tudo e contra todos. O improvável venceu! Fenômeno único? Claro que não! Houve e haverá outros casos assim. Principalmente nos municípios brasileiros, cansados de roubos.

A sinceridade vencerá? Espero! Quem conquistar, junto, mente e coração do Povo, leva o pleito. Não quem tiver mais dinheiro, mais tempo de TV ou mais nomes célebres no palanque. É hora de diálogo e troca de ideias, não de insultos. Esta é minha visão!


Pastor Teobaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.