RADIO WEB JUAZEIRO : JUAZEIRO ENTRA NA LISTA DE MUNICÍPIOS BENEFICIADOS - 5 MILHÕES É O VALOR QUE A CIDADE DEVERÁ RECEBER
quinta-feira, 11 de julho de 2019

JUAZEIRO ENTRA NA LISTA DE MUNICÍPIOS BENEFICIADOS - 5 MILHÕES É O VALOR QUE A CIDADE DEVERÁ RECEBER

Para facilitar reforma da Previdência, governo libera emendas para Salvador e 164 municípios baianos

Prefeituras receberão um total de R$ 110,2 milhões; R$ 6,5 milhões são destinados à capital, segundo portarias publicadas no DOU

Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Alexandre Galvão e Juliana Rodrigues 

As emendas parlamentares liberadas pelo governo federal para a área de saúde, às vésperas da votação da reforma da Previdência, beneficiam 165 municípios baianos que receberão um total aproximado de R$ 110,2 milhões, segundo levantamento do Metro1. Todos os valores foram destinados aos fundos municipais de saúde, de acordo com as portarias publicadas em edição extra do Diário Oficial da União, ontem (8).

Salvador e mais sete municípios (Barreiras, Filadélfia, Itatim, Morro do Chapéu, Pindobaçu, São Felipe e Tucano) receberão emendas para complementar despesas com atenção básica e procedimentos de média e alta complexidade. Boa parte das demais prefeituras será beneficiada apenas com valores para atenção básica.

A capital baiana terá um total de R$ 6,5 milhões em emendas à disposição, segundo as portarias nº 1.603 e 1.686, assinadas pelo ministro Luiz Henrique Mandetta. Já a cidade de Juazeiro, no norte do estado, será beneficiada com R$ 5 milhões.

Algumas cidades, como Acajutiba, Barro Alto, Cícero Dantas, Conceição da Feira, Jandaíra e Remanso, foram duplamente contempladas. O município de Remanso receberá, inclusive, um dos maiores valores em emendas entre as cidades do interior, sendo beneficiado com um total de R$ 2,47 milhões.

A Câmara dos Deputados começa a examinar hoje a reforma da Previdência. De acordo com calendário do governo bolsonarista, a matéria pode passar nos dois turnos ainda essa semana na Casa. A oposição, no entanto, alega que a situação não tem os votos suficientes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.