RADIO WEB JUAZEIRO : Governo determina suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais

E N Q U E T E

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Governo determina suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais

Policial atras do poste

Polícia Rodoviária Federal ordenou que aparelhos sejam recolhidos imediatamente. A reavaliação do uso de radares será feita pelo Ministério da Infraestrutura, e não há prazo definido para a volta da fiscalização.


Por Vitor Sorano e Felipe Néri, G1
PRF suspendeu o uso de radares móveis em SC após determinação do Governo Federal — Foto: PRF/Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro determinou a suspensão do uso de radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais, as "BRs". A ordem foi publicada nesta quinta-feira (15) no "Diário Oficial da União", e foi dada ao Ministério da Justiça, responsável pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O despacho não especificava quando a medida entra em vigor.

No início da tarde, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em nota, disse que ordenou que seus servidores "adotem as providências necessárias para o imediato cumprimento da decisão".

A PRF também informou que os equipamentos serão recolhidos "até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade".

Pela manhã, Bolsonaro chegou a dizer que a suspensão valeria a partir de segunda-feira (19).

A suspensão se aplica aos seguintes radares móveis:

Instalados em veículo parado ou sobre suporte (estático)
Instalado em veículo em movimento (móvel)
Direcionados manualmente para os veículos (portátil)

O Ministério da Infraestrutura, que será o responsável pela revisão das normas, disse ao G1 que não há prazo definido para que a reavaliação do uso de radares seja realizada e eles voltem a ser utilizados.

Até o momento, a suspensão dos radares móveis nas estradas federais foi confirmada nos estados de Rio de Janeiro, Santa Catarina e Sergipe.

De acordo com o especialista em trânsito, Celso Mariano, a retirada dos radares móveis pode estimular os motoristas a dirigirem acima do limite de velocidade. "Sabendo que não vai ter fiscalização, a tendência é que corram mais", afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.