RADIO WEB JUAZEIRO : Jornalista denúncia descaso no Hospital Unimed, em Juazeiro

E N Q U E T E

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Jornalista denúncia descaso no Hospital Unimed, em Juazeiro

Ação popular
Resultado de imagem para Hospital Unimed Juazeiro

A Jornalista e mãe Thalita Bezerra entrou com contato com a Redação do Jornal AP para denunciar o atendimento no Hospital Unimed Juazeiro. De acordo com ela, precisou de atendimento médico para o seu filho na noite do último sábado (10) e para a sua surpresa foi informada pelas técnicas de enfermagem que estavam de plantão que o hospital não tinha seringa descartável para dar a medicação via oral que foi prescrevida pela médica em seu filho.

“Meu filho passou pela médica e precisou tomar uma medicação via oral, ao chegar na ala da medicação as técnicas em enfermagem queriam dar a medicação com o copinho e eu disse que o mesmo só tomava se fosse na seringa, uma delas afirmou que o hospital não tinha seringa e questionei como é que elas estavam aplicando nas demais crianças, me responderam que o hospital proibiu disponibilizar seringas e que eu teria que providenciar”.

Ela contou que de imediato procurou a médica e a mesma disse que iria solucionar o caso. “Passaram mais de 5 minutos e meu filho gemendo com dores e com febre de 39.2 graus e ninguém fazia nada, foi daí que fiquei nervosa e fui mais uma vez perguntar o que iriam fazer e pedi para que as mesmas tentassem a dar a medicação no copo e elas informaram que estavam indo a farmácia e que naquele momento não poderiam dar. Ao voltar da tal farmácia perguntei novamente e elas falaram debochadamente ‘meu amor eu ainda não falei com a médica’, eu respondi pois alguém aqui terá que resolver a situação, um hospital que pagamos muito caro e meu filho não pode ficar nesta situação”.

“Comecei a falar em tom mais alto e elas só respondia que estavam recebendo ordens, e outra funcionária chegou no momento e pediu para eu me acalmar e que iria resolver a situação. Agora me diga um hospital deste porte e nós somos praticamente humilhados, é um absurdo isso acontecer. Se eu estava no hospital é porque meu filho estava doente, caso contrário não teria ido. Aproveito o espaço para pedir um posicionamento da direção do hospital e fazer um apelo aqui para que tenham mais atenção com a vida das pessoas”, acrescentou.

As queixas contra o hospital referente a questão de atendimentos são inúmeras, e a cada dia a situação tem se agravado. Já está mais do que na hora dos órgão fiscalizadores tomarem providência, porque só fiscalizarem o Hospital Regional, aí também já é demais.

Com a palavra a direção do hospital.

6 comentários:

  1. Aí olha o título da matéria: descaso! Por acaso é descaso fazer medicação oral (que vai na boca) em copinho!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza não é descaso fazer medicação oral usando copinho. Descaso é deixar faltar seringa num hospital.

      Excluir
    2. O caso não é falta de seringa, podem ter certeza, o funcionário que não pode dar seringa pro paciente se a medicação é via oral! Principalmente hospital de plano de saúde que tudo tem que ser devidamente justificado!

      Excluir
  2. Ridículo isso! A pessoa querer fazer tumulto sem necessidade! Todo mundo sabe que remédio na boca em qualquer hospital do mundo toma no copo! Se precisa de algo especial pq a mesma não anda com a seringa dentro da bolsa? Aqui em casa mesmo eu tenho umas 10 todo frasco de dipirona que eu compre vem com uma! Fala sério! Se o funcionário não pode dar a culpa não é dele!

    ResponderExcluir
  3. Não estava em falta seringa pode ter certeza pelo relato o problema é que os funcionários não podem dar seringa se a medicação é via oral!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O texto está escrito assim: "para a sua surpresa foi informada pelas técnicas de enfermagem que estavam de plantão que o hospital não tinha seringa descartável para dar a medicação via oral que foi prescrevida pela médica em seu filho."
      A autora da matéria é uma jornalista que descreveu o que aconteceu durante a busca de atendimento para seu filho. Nós estamos reproduzindo o texto exatamente como recebemos. Obrigado a voce pelo comentário. Estamos sempre disponíveis e atentos ao contraditório

      Excluir

Obrigado por seu comentário.