RADIO WEB JUAZEIRO : Governo vai pagar advogado para policial que matar a partir de 2020
quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Governo vai pagar advogado para policial que matar a partir de 2020

João Doria anunciou um pacote de medidas para agentes de segurança do Estado, que inclui ainda reajuste salarial e equiparação de auxílio-alimentação

Kaique Dalapola, do R7

Doria anunciou reajuste salarial
Reprodução/Governo SP

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou na tarde desta quarta-feira (30) uma série de reajustes e bonificações para todos policiais militares, civis e técnico-cientifícos, além de agentes e vigilantes penitenciários, da ativa e da reserva, a partir de janeiro de 2020.

Conforme o anúncio de Doria, todos policiais passarão a receber assistência jurídica a partir do ano que vem para todas as ocorrências que se envolverem, exceto, segundo o governador, para questões administrativas e corrupção.

O anúncio acontece no mesmo dia que os dados oficiais do Governo apontam aumento no número de pessoas mortas por policiais militares em serviço. Nos nove primeiros meses deste ano, 513 pessoas foram mortas por PMs em serviço em casos registrados como resistência.

Sobre o número de mortes por policias militares em serviço, a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) disse que "trabalha para reduzir a letalidade policial no Estado".

O anúncio do Governo também indicou que todos agentes de segurança do Estado vão receber um reajuste salarial de 5%. Todos policiais também terão o direito de receber o adicional de insalubridade pelo risco no trabalho.

Doria também anunciou que o programa de bonificação por resultados passará a ser pago bimestralmente (hoje é trimestral), e será estendido para 40 mil policiais, incluindo bombeiros, membros das corregedorias, entre outros.

Os policiais e agentes também passarão por uma equiparação do auxílio-alimentação, e todos passarão a receber o mesmo valor, que pode ultrapassar R$ 700 mensais, dependendo da jornada de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.