RADIO WEB JUAZEIRO : MAL SINAL
segunda-feira, 28 de outubro de 2019

MAL SINAL

Tristeza na Festa do Vaqueiro em Juazeiro devido a ausência da vaqueirama

Ação Popular

Depois de tanto trabalho da Prefeitura de Juazeiro com máquinas e pessoas fazendo serviço de limpeza no espaço do Ginásio de Esportes para receber os vaqueiros da região, cujo objetivo seria participar de mais outra tradicional festa dos vaqueiros, terminou pouca gente comparecendo até o momento. Este fato se deu porque os vaqueiros cumpriram a ameaça, alegando que caso a festa fosse realizada no meio do asfalto, na Avenida Flaviano Guimarães, ninguém compareceria.


Todos os anos, nesta mesma data, os vaqueiros chegavam cedo – ou em plena madrugada – tomavam café e saiam desfilando pelas ruas do centro da cidade em fila. “Festa de vaqueiro, sem vaqueiro, não é festa. Até agora quase ninguém chegou e isso é ruim para o município que organizou uma festa sem dá importância e satisfação as pessoas que realmente fazem a festa. Ninguém é obrigado à deixar seus animais aqui dentro e sair a pé para participar de festa em outro lugar. No ano passado, alguns vaqueiros se arriscaram e terminaram tendo suas celas e equipamentos roubados aqui dentro do ginásio. Outra coisa, no ano passado as pessoas passaram sede e fome. Nos banheiros não tinha água para tomar banho e os sanitários estavam podres”, lamentou o carroceiro e morador do bairro Novo Encontro, Hermano Soares.

Próximo ao local, comerciantes e moradores aproveitavam do movimento para venderem caldo, sarapatel, costela de vaca, fatada de bode, feijoada com cabeça de bode dentro, bebidas, etc. “As pessoas aqui se preparavam, vendiam tudo, mas a informação sobre a ameaça deles que só viriam se a festa fosse aqui dentro do ginásio nos deixou com o pé atrás. Hoje o que vemos é esta situação triste, sem ninguém. O pessoal do Salitre, Pinhões, Abóbora, Curaçá, Sobradinho, Casa Nova, Petrolina, e outros lugares, até agora não apareceu. O gordinho do bar está aqui triste, porque comprou muita cerveja e agora não sabe o que fazer. Até o ex-prefeito Isaac Carvalho, que foi o mentor da festa, não saiu de dentro de seu carro para falar com as poucas pessoas que aqui estão”, lamentou Soares.


O prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) chegou ao local, mas mesmo assim a preocupação das pessoas estava voltada para a ausência dos vaqueiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.