RADIO WEB JUAZEIRO : Deputados do PT e Psol se agridem e sessão acaba em confusão; assista

#2ECCFA - #87CEFA


 

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Deputados do PT e Psol se agridem e sessão acaba em confusão; assista

 Por: Reprodução Por: Redação BNews

Asessão que discutia a PEC da Reforma da Previdência do estado de São Paulo terminou em confusão na noite desta quarta-feira (4). Após o deputado Arthur do Val (sem partido), mais conhecido como ‘Mamãe Falei’, chamar petista e líderes sindicais de “vagabundos”, parlamentares do PT e Psol subiram à tribuna, dando início a uma troca de socos e briga generalizada.

“Eu ouvi um discurso muito bonito do Enio Tatto falando mal do PSDB. Mas eu quero saber de vocês, onde estavam quando o PT votou no PSDB para presidência da casa, bando de vagabundo. Onde estavam? Cadê o líder sindical? É vagabundo, sim. Olhe pra mim, você está com medo? Eu quero saber do bando de petistas, que querem o 'Lula Livre'”, gritou Arthur do Val.

Ao perceber a confusão, o presidente da casa, o deputado Cauê Macris (PSDB-SP), precisou pedir a ajuda da Polícia Militar, prosseguindo com o encerramento da sessão. Ao UOL, Val acusou o deputado Enio Tatto (PT-SP) de ter iniciado a confusão ofendendo a ele e à colega, Janaína Paschoal (PSL-SP).

"Existe um projeto na casa para ampliação de verba para publicidade da Alesp, e que vai custar R$ 40 milhões aos cofres públicos. A Janaína [Paschoal] foi subir na tribuna [para falar contra o projeto]. O deputado Enio Tatto do PT não gostou e começou a xingá-la, dizendo que ela havia sentado no colo de João Doria. Eu rebati. Eles não gostaram e começaram a me xingar também, me chamando de bandido, filho da puta, nazista e fascista", explicou ao site.

"É uma cena lamentável, com certeza, mas não vou aguentar esse tipo de xingamento, o cara me chamando de nazista e fascista", completou.

Já o deputado Enio Tatto se defendeu ao jornal "Agora S. Paulo". "Ele [o deputado Arthur do Val] pediu primeiro a fala do Paulo Friorilo (PT) e provocou o pessoal do plenário, perguntando se o pessoal ia ter estômago, e começou a provocar. Chamou o pessoal de vagabundo várias vezes, o presidente Cauê Macris (PSDB) advertiu. Ele diz que é por causa do que eu falei com a deputada Janaína Paschoal (PSL), mas eu já me desculpei, e ela aceitou as minhas desculpas. Está tudo certo. Ele fez para tumultuar”, disse.

No Twitter, Val rebateu o youtuber Felipe Neto, que compartilhou a cena da confusão e escreveu que "a política brasileira virou piada". "Arriscar a vida para combater privilégios não é piada. Só sabe disso quem sai do YouTube para vida real", respondeu o deputado paulista.

Veja:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE