RADIO WEB JUAZEIRO : Julgamento de impeachment de Trump no Senado começa para valer nesta terça; veja passos
terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Julgamento de impeachment de Trump no Senado começa para valer nesta terça; veja passos

Sessão desta terça deve definir se testemunhas serão ou não convocadas e qual será o formato do processo. Ainda não é possível prever duração, mas tendência é de que presidente seja absolvido.

Por G1
O presidente dos EUA, Donald Trump, durante discurso no American Farm Bureau Federation's Annual Convention and Trade Show, em Austin, Texas, no domingo (19) — Foto: Reuters/Kevin Lamarque

O Senado dos Estados Unidos começa na tarde desta terça-feira (21) a julgar se o presidente Donald Trump será ou não afastado de seu cargo, após a aprovação do impeachment pela Câmara dos Deputados, em dezembro do ano passado.

Trump é acusado de abuso de poder ao pedir para o governo da Ucrânia investigar a família do seu adversário político Joe Biden e de obstrução do Congresso por tentar impedir depoimentos ao Legislativo e deixar de entregar documentos (leia mais abaixo).

Na primeira sessão do julgamento, que começará na tarde desta terça, os senadores devem votar uma resolução sobre o formato do processo, inclusive determinando se testemunhas serão convocadas a depor. A convocação de testemunhas – uma demanda do Partido Democrata – influenciará diretamente na duração do julgamento.

O julgamento, que tem sessões previstas para acontecer de segunda a sábado, deve ter os seguintes passos:

Haverá uma fase de declarações do comitê de acusação e da equipe de defesa de Trump.

Senadores poderão submeter perguntas por escrito para o comitê de acusação e os advogados de defesa, que responderão em voz alta — esta fase deve durar uma ou duas semanas.

A duração do julgamento ainda está indefinida e depende, em grande parte, da decisão sobre a convocação ou não de testemunhas.

No sábado (18), os deputados do Partido Democrata que atuam como promotores haviam protocolado os argumentos favoráveis ao afastamento. Na segunda-feira, a defesa do presidente apresentou oficialmente seus argumentos aos senadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE