RADIO WEB JUAZEIRO : Coronavírus: morre padre que cedeu respirador a paciente mais jovem
quarta-feira, 25 de março de 2020

Coronavírus: morre padre que cedeu respirador a paciente mais jovem

© Oratorio Casnigo 
O padre Giuseppe Berardelli, de 72 anos, morreu no hospital de Lovere, em Bergamo.

Um padre italiano que cedeu um respirador a um paciente jovem que ele não conhecia morreu devido à covid-19. 

Pelo menos 50 padres já morreram devido ao novo coronavírus na Itália.

País mais afetado do mundo, com mais de 6 mil mortes até agora, a Itália está sob uma quarentena prolongada, enquanto tenta impedir a propagação do vírus.

O coronavírus está se espalhando rapidamente pelo mundo. Já afetou mais de 160 países e causou mais de 16 mil mortes.

Existem mais de 360 mil casos confirmados em todo o mundo. A Europa está agora no epicentro da crise e os Estados Unidos estão enfrentando forte aumento nos casos.
Quem foi o padre Berardelli?

Giuseppe Berardelli, principal sacerdote da cidade de Casnigo, morreu na semana passada no hospital de Lovere.

De acordo com o hospital, ele se recusou a usar um respirador que seus paroquianos haviam comprado para ele e preferiu entregá-lo a um paciente mais jovem.

Os moradores de Casnigo aplaudiram de suas janelas e varandas quando o caixão foi levado para o enterro, segundo relatos. Não houve funeral.

Na terça-feira, o papa Francisco liderou uma oração pelos médicos e padres falecidos, "agradecendo a Deus por seu exemplo heróico em servir aos doentes".
Qual é a situação na Itália?

A Itália fechou a maior parte do comércio e proibiu reuniões públicas em todo o país em 12 de março, para impedir a propagação do vírus.

Bares, restaurantes e a maioria das lojas fecharam, assim como escolas e universidades.

O bloqueio foi prorrogado e o primeiro-ministro, Giuseppe Conte, disse que isso ajudou a evitar "o colapso do sistema".

© PIERO CRUCIATTI 
Sacerdotes celebram serviços funerários sem parentes na Itália.

Com mais de 600 mortes por dia, a Itália está longe de ter controlado o contágio.

A Itália tem 63.927 pessoas com a covid-19, doença causada pelo vírus. Até o momento, foram relatadas 6.077 mortes e 7.432 pessoas receberam alta do hospital após a recuperação.

Mas o número infectado pode ser muito maior. Angelo Borrelli, chefe da defesa civil da Itália, disse ao jornal La Repubblica na terça-feira que é "crível" estimar que os números são, na realidade, 10 vezes maiores.

"Nas próximas horas ... veremos se a curva de crescimento está realmente achatando", disse ele ao jornal.
Qual é a situação em todo o mundo?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que a pandemia da doença causada pelo novo coronavírus está "acelerando", com mais de 300 mil casos confirmados.

Mas o diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que ainda é possível "mudar a trajetória".

Ele instou os países a adotarem estratégias rigorosas de teste e rastreamento de contatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE