RADIO WEB JUAZEIRO : Como saber se você está baixando um aplicativo legítimo ou oficial

#2ECCFA - #87CEFA

sexta-feira, 17 de abril de 2020

Como saber se você está baixando um aplicativo legítimo ou oficial

Criminosos focam em assuntos de aplicativos populares, como o da Caixa para cadastro de quem pode receber o auxílio de R$ 600, a fim de confundir o usuário com falsos apps com nomes ou aparência semelhante.
Um 'toque' errado na tela do celular é suficiente para instalar um programa malicioso. Downloads exigem cautela. — Foto: Pixabay

Hackers estão enxergando a pandemia do coronavírus como uma oportunidade para aplicar golpes: em um momento em que muitas pessoas precisam instalar novos aplicativos – seja para o trabalho em casa ou para buscar benefícios do governo, fazer compras on-line, etc.

O comunicador Zoom e o app do auxílio de R$ 600 do governo são exemplos de aplicativos muito procurados pelos usuários recentemente e que "inspiram" golpistas a criarem versões falsas para que pessoas descuidadas acabem baixando o conteúdo incorreto.

Com ou sem pandemia, o download de programas e aplicativos é sempre uma das atividades mais arriscadas da nossa rotina com computadores ou celulares.

As pragas digitais, que podem roubar senhas e danificar arquivos, são softwares como todos os outros – baixar o programa errado significa correr o risco de contaminar o dispositivo com um vírus.

Para evitar essa situação, o blog separou algumas dicas. Confira abaixo.

Dicas para baixar aplicativos no celular

No smartphone, é importante baixar aplicativos apenas na loja oficial do aparelho: Play Store, no Android, e App Store, no iPhone.

Usuários de iPhone não precisam se preocupar muito com o download de programas não oficiais. A Play Store abre espaço para mais aplicativos do que a Apple Store, aumentando a variedade e dando mais liberdade.

O custo para publicar um aplicativo na Play Store também é menor O resultado disso, especialmente com a grande popularidade do Android, é um número maior de golpes na loja do Google.

Cuidados na PlayStore

Quando for baixar um aplicativo na Play Store, a loja do Google, observe o seguinte:

1) Quem é o desenvolvedor do aplicativo: o nome que aparece abaixo do nome do app é o do desenvolvedor – a pessoa, empresa ou instituição responsável por ele. Se você está baixando o aplicativo de um banco, por exemplo, é muito importante que o nome do banco esteja nesse espaço.

Há casos em que os aplicativos não estão em nome do órgão ou estabelecimento, mas sim em nome de empresas de informática responsáveis pelo desenvolvimento do aplicativo. Embora seja uma prática comum no mercado, ela não é ideal, já que não é correto instalar aplicativos que estejam em nome de desenvolvedores que o usuário não conhece.
Veja onde conferir o desenvolvedor dos aplicativos na Play Store — Foto: Reprodução

2) Contato do desenvolvedor: na página do aplicativo na PlayStore, role mais para baixo (passando as avaliações) até chegar às informações de contato do desenvolvedor para conferir mais alguns dados – principalmente o endereço de e-mail.
E-mail de cadastro do aplicativo pode ajudar a encontrar um app oficial — Foto: .Reprodução

A maioria dos aplicativos oficiais do governo estará registrada com endereços de e-mail terminados em ".gov.br" e ".jus.br", que são difíceis de serem falsificados.

3) Data de lançamento do aplicativo: se você tocar em "Sobre este app" e rolar na tela, você terá acesso à data em que o app foi lançado na Play Store. Aplicativos que estão há mais tempo na loja são quase sempre mais confiáveis do que aplicativos novos, em especial os muito novos.
Datas de cadastro e atualização do aplicativo podem ajudar a identificar um app legítimo — Foto: Reprodução

O contrário também pode ser verdade. No caso do aplicativo do auxílio de R$ 600 do governo, o app verdadeiro foi divulgado no dia 7 de abril e cadastrado na loja no dia 6, mas muitos apps falsos estavam na loja há mais tempo – alguns desde março, quando surgiram as primeiras notícias sobre o auxílio emergencial.

Se você souber a data aproximada de lançamento do app que está buscando, procure apps cadastrados na data.

Se estiver apenas baixando um aplicativo para uma atividade qualquer, leve em conta as datas de cadastro e de atualização do app – não é uma boa ideia instalar um programa que seja muito novo, mas também não é bom instalar um que foi abandonado e não recebe mais atualizações.

4) Avaliações: as avaliações do aplicativo podem ter informações muito úteis. Por outro lado, golpistas podem usar truques para registrar avaliações falsas.

Não é incomum que apps maliciosos tenham muitas avaliações extremas (1 e 5 estrelas – um efeito conhecido como "U deitado", em referência às barras do 1 e do 5). Leia as avaliações e tente identificar se elas foram escritas por humanos e merecem confiança.
Avaliações em app não oficial do auxílio do governo denunciavam práticas maliciosas — Foto: Reprodução

Por fim, use o bom senso. Nenhum desses pontos é uma "garantia" ou "sinal definitivo" de que um app é malicioso.

Existem aplicativos oficiais cadastrados em contas comuns do Gmail e em nome de desenvolvedores desconhecidos, assim como existem apps legítimos de baixa qualidade que acumulam avaliações negativas.

Certas vezes, será preciso apostar procurar outro canal de atendimento para confirmar a legitimidade do app, como o site do órgão, por exemplo.

Vale lembrar que nem todo app oficial é de boa qualidade. Às vezes, nem vale a pena instalar o aplicativo. Por exemplo, muitas operadoras de telefonia, bancos e lojas têm apps oficiais, mas você não é obrigado a tê-los para usar os serviços. É possível procurar atendimento por outros canais, como os sites, torpedos SMS ou telefones.

Apesar das promoções e descontos que às vezes acompanham os aplicativos, eles nem sempre são a melhor opção para você, principalmente se os apps gastarem muita bateria ou tiverem outros problemas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE