RADIO WEB JUAZEIRO : Hidroxicloroquina sem necessidade de internações: “Zero morte, zero intubação” ao custo de R$ 100,00
quinta-feira, 9 de abril de 2020

Hidroxicloroquina sem necessidade de internações: “Zero morte, zero intubação” ao custo de R$ 100,00

Fonte texto : The New York Times
Resultados do médico Dr. Vladimir Zelenko: 99,9% dos 700 pacientes ...
DR. ZELENKO

O ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani entrevistou (vídeo acima) o médico DR. ZELENKO, que conduziu um estudo com mais de 500 pacientes usando a combinação de hidroxicloroquina + antibiótico azitromicina + zinco.

Resultados:

-0 mortos

-0 entubados

-3 com pneumonia, mas que devem ficar bem

Estudo atualizado

O Dr. Vladimir Zelenko, médico de família certificado em Nova York, tratou 699 pacientes COVID-19 com zero mortes, zero intubações e quatro hospitalizações.

Zelenko afirma que todo o tratamento custa US $ 20 por um período de cinco dias.

Em uma carta aberta a profissionais médicos de todo o mundo , Zelenko escreveu que a hidroxicloroquina ajuda o zinco a penetrar na célula (o zinco desacelera a replicação viral na célula).

Ele afirmou que a azitromicina combate infecções secundárias.

O Dr. Zelenko também observou que o tratamento ambulatorial funciona sem exigir que a maioria de seus pacientes seja internada no hospital.

Didier Raoult, renomado médico francês, liderou um estudo envolvendo 80 pacientes com COVID-19.

Os resultados foram surpreendentes. A equipe do Dr. Raoult revelou que quase todos os 80 pacientes que receberam uma combinação de hidroxicloroquina e azitromicina apresentaram melhora clínica .

As únicas exceções foram um paciente de 86 anos que morreu e um paciente de 74 anos que ainda está sob terapia intensiva.

No oitavo dia do tratamento, 93% dos pacientes apresentaram carga viral negativa através de um swab nasofaríngeo [coleta através de uma espécie de cotonete].

O artigo observou que o tratamento permitiu que os pacientes recebessem alta rapidamente de enfermarias altamente contagiosas, com um tempo médio de permanência de cinco dias.

No Hospital Universitário Méditerranée Infection, onde o Dr. Raoult conduziu o estudo em outros 503 pacientes (tratados com hidroxicloroquina e azitromicina) , apenas um paciente sucumbiu ao COVID-19 durante esse tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE