RADIO WEB JUAZEIRO : SINDIMED-BA RECORRE AO MINISTÉRIO PÚBLICO CONTRA ATRASO DE SALÁRIOS EM JUAZEIRO

#2ECCFA - #87CEFA

quinta-feira, 28 de maio de 2020

SINDIMED-BA RECORRE AO MINISTÉRIO PÚBLICO CONTRA ATRASO DE SALÁRIOS EM JUAZEIRO



Por: Prof. Taciano Medrado

O Sindicatos dos profissionais do hospital regional de Juazeiro entram na justiça contra atrasos de salários. Segundo o site do Sindimed-Ba É dramática a situação dos médicos do Hospital Regional de Juazeir o que, além de diversas pendências acumuladas na burla de direitos trabalhistas, agora ainda amargam o atraso dos salários de abril, que deveriam ter sido pagos até o dia 5 de maio.
O problema atinge todos os funcionários do hospital. Há, inclusive, relatos de técnicos de enfermagem que precisam se deslocar a pé, de Petrolina, para o plantão, por falta de dinheiro para o transporte.

Segundo denúncias recebidas pelo Sindimed-BA, a Sesab acumulou verbas de dois meses anteriores, fazendo o repasse como se fosse maio, mas, na verdade, o Hospital de Juazeiro está há mais de 30 dias sem receber recursos do Governo do Estado.

Com isso, além de os funcionários estarem sem receber o mês de abril, não houve adicional de repasse para estruturar novos leitos e contratar mais profissionais no enfrentamento ao Covid.

Recurso ao Ministério Público


Depois de já ter cobrado diretamente os gestores do hospital, através de ofício, o Sindimed-BA recorreu ao Ministério Público do Estado (MPE), oficiando a 8ª Promotoria de Justiça, na pessoa da promotora de Saúde de Juazeiro, Dra. Daniela Baqueiro Vargas Leal Alves, do 17º Escritório Regional do MP.
No pleito, além das denúncias sobre o inaceitável atraso dos salários, o Sindicato volta a cobrar resposta sobre o recolhimento do FGTS, objeto de queixa anterior formulada contra o hospital. Na denúncia, o Sindimed lembra o caráter alimentício dos salários em atraso e reforça o agravante da pandemia, no atual momento.
O Sindicato tem informação que uma Ação Civil Pública, já movida pelo MPE, determinou o bloqueio de recursos do hospital para pagamento de atrasos salariais anteriores, bem como para o recolhimento do FGTS que pode ter sido sonegado. Nesse sentido, o encaminhamento feito ao MPE, agora, solicita que os recursos desse bloqueio também sirvam para atualizar os salários de abril e maio correntes.
Fonte: SINDIMED-BA


Assistam a reportagem veiculada, hoje (28) no BATV :

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE