RADIO WEB JUAZEIRO : Wanderlei Silva tem proposta para enfrentar Mike Tyson em boxe sem luva
terça-feira, 26 de maio de 2020

Wanderlei Silva tem proposta para enfrentar Mike Tyson em boxe sem luva

Seu último combate aconteceu em setembro de 2018, em derrota para Quinton 'Rampage' Jackson, pelo Bellator 206 | Foto: Divulgação | Bellator


A lenda do MMA brasileiro, Wanderlei Silva, pode estar perto de promover uma das maiores loucuras de sua carreira como lutador. O atleta recebeu uma proposta de de US$ 10 milhões (R$ 54 milhões) do Bare Knuckle, evento de boxe sem luvas, para enfrentar ninguém mais, ninguém menos, do que o ex-campeão mundial de boxe Mike Tyson.

Em entrevista ao Uol Esportes, Wanderlei disse estar empolgado com a possibilidade e, se depender do 'Cachorro Louco', o combate estará muito próximo de acontecer.

"O Bare Knuckle me contatou perguntou se eu estava interessado em fazer uma luta contra o Mike Tyson nas regras deles. Se eu teria coragem de fazer, foi a palavra que usaram. Falei que coragem eu tenho de sobra. Seria uma honra lutar contra o Mike Tyson, e se ele aceitar, vai ser um golaço", garantiu o brasileiro.

A proposta feita a Wanderlei corresponde a metade do valor que Tyson receberia pelo combate. O presidente da organização, David Feldman, afirmou ter oferecido US$ 20 milhões (R$ 108 milhões) ao norte-americano, além da maior parte das vendas de pay-per-view, enquanto o brasileiro Wanderlei ficaria com uma cota menor.

"Se eles soubessem que o dólar tá quase 7 por 1 no meu país... haha [...] Imagina você ir lá e meter uma bomba no queixo do Mike Tyson? Eu ia adorar dar umas porradas no Mike Tyson. Quem não ia querer? Até levar umas também", brincou Wanderlei.

As especulações a respeito da luta passaram a surgir depois que o norte-americano postou um vídeo treinando com Rafael Cordeiro, mesmo técnico de Fabrício Werdum. Aos 53 anos, Tyson deve anunciar ainda esta semana o incumbido da missão de enfrentá-lo no seu retorno.

Com dez anos a menos, Wanderlei teve uma longa carreira de mais de 22 anos no MMA. Durante sua trajetória, o brasileiro foi duas vezes campeão do tradicional e extinto evento japonês PRIDE. Além de disputar o cinturão uma vez pelo Ultimate Fighting Championship (UFC), contra o americano Tito Ortiz.

Em seu cartel, o 'Cachorro Louco' uma marca de 51 lutas, com 35 vitórias, 14 derrotas, um empate e um confronto 'sem resultado'. Seu último combate aconteceu em setembro de 2018, em derrota para Quinton 'Rampage' Jackson, pelo Bellator 206.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE