RADIO WEB JUAZEIRO : Globo consegue liminar e adia pagamento de R$ 463 milhões à Fifa por transmissões
quarta-feira, 24 de junho de 2020

Globo consegue liminar e adia pagamento de R$ 463 milhões à Fifa por transmissões

Foto: Reprodução / TV Globo

O Grupo Globo obteve uma vitória importante no tribunal nesta terça-feira (23). Segundo o site Uol, a emissora carioca conseguiu uma liminar na 6ª Vara Empresarial da Justiça do Estado do Rio de Janeiro que adia o pagamento de forma imediata de US$ 90 milhões, o equivalente a R$ 463 milhões, previsto no contrato de direitos de transmissão com a Fifa para o período entre 2015 e 2022, que inclui a próxima edição da Copa do Mundo, no Catar. O processo foi julgado em caráter de urgência.

A liminar, assinada pela juíza Maria Cristina de Lima Brito, deu tempo à Globo enquanto o contrato não é julgado na Justiça da Suíça, país onde foi celebrado o acordo. O pagamento deveria ser efetuado no dia 30 de junho, próxima terça, mas se o Banco Itaú, responsável pela intermediação do pagamento, debite o valor à Fifa, tanto a entidade quanto a instituição financeira receberão multa de R$ 1 milhão por dia de descumprimento.

A Globo alega que a pandemia do coronavírus trouxe uma crise financeira para todos os grupos de mídia, que agora passam por dificuldades. Outra justificativa é que a emissora teve prejuízo com as competições internacionais que foram suspensas devido ao problema de saúde. Para este ano, estavam previstos o Mundial de futsal e as Copas do Mundo feminina Sub-17 e Sub-20, mas foram todos adiados para 2021. Com isso, o pagamento de 90 milhões de dólares ficou impossível para ser efetuado. Apesar disso, a emissora destaca que sua intenção não é rescindir o contrato, mas espera poder renegociar os valores do acordo em meio a situação atual. No entanto, caso a Fifa não aceite, a empresa carioca não descarta ficar sem transmitir a Copa do Mundo de 2022, a depender das negociações futuras.

Ainda não há uma data para o julgamento do caso entre a Globo e a Fifa na Corte Arbitral da Suíça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE