RADIO WEB JUAZEIRO : Em busca do dinheiro bloqueado na Justiça, Marcelo Odebrecht afirma que empresa é o "quintal de maldades" do pai

#2ECCFA - #87CEFA

 


quinta-feira, 23 de julho de 2020

Em busca do dinheiro bloqueado na Justiça, Marcelo Odebrecht afirma que empresa é o "quintal de maldades" do pai

 Por: Divulgação Por: Redação BNews 

Em guerra contra o pai, o empresário Marcelo Odebrecht classificou a empreiteira que leva o nome da família como “o quintal de maldades de Emílio [Odebrecht]”. A declaração foi feita à Justiça em uma petição para desbloquear seus bens pessoais e os de sua mulher e filhas, que chegariam a mais de R$ 110 milhões. 

Marcelo disse que renunciou, durante a Operação Lava Jato, ao seu direito de defesa em ações que teria como “verdadeiros responsáveis” outros executivos da companhia, como o pai Emílio e o cunhado Maurício Ferro. Ele afirmou que teve coragem para assumir sua responsabilidade e ajudar a Justiça a salvar a empresa.

"Todas as decisões adotadas pela Odebrecht representam a vontade de quem tem o controle absoluto da companhia", destacou Marcelo referindo-se ao seu pai. O empresário foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão, mas fez um acordo de delação premiada que o tirou da prisão em dezembro de 2017 para cumprir a pena em regime domiciliar fechado. Em 2019, conseguiu para o semiaberto.

Segundo o Uol, Marcelo alega que, por causa do bloqueio judicial de seus bens, acumulou R$ 700 mil em dívidas. Já a Odebrecht garante que a medida, determinada em março, é uma tentativa de recuperar R$ 143,5 milhões que teriam sido indevidamente transferidos ao empresário através de um contrato ilegal. A companhia diz que o montante foi pago, mediante ameaças à antiga diretoria, como compensação pela colaboração de Marcelo com as investigações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE