RADIO WEB JUAZEIRO : PM de folga reage a roubo e mata a tiros assaltante que fazia ‘arrastão’ em ruas da Zona Oeste de SP; veja vídeo
quarta-feira, 8 de julho de 2020

PM de folga reage a roubo e mata a tiros assaltante que fazia ‘arrastão’ em ruas da Zona Oeste de SP; veja vídeo

Soldado à paisana dirigia Camaro quando impediu roubo ao atirar em bandido armado em moto, no sábado (4). BO diz que ele estava com dinheiro, celulares, relógios e joias de 9 pessoas da capital e Osasco. Caso foi registrado como morte decorrente de intervenção policial.

Por Kleber Tomaz*, G1 SP — São Paulo

Aviso: imagens fortes abaixo — Foto: Arte/G1

Um policial militar à paisana, e de folga, reagiu a um roubo e matou a tiros o assaltante armado que fazia ‘arrastão’ nas ruas da Zona Oeste de São Paulo. Uma câmera de segurança gravou parte da ação criminosa e da reação do policial, na tarde do último sábado (4), no Jaguaré. Um vídeo com as imagens circula nas redes sociais (veja abaixo).

Segundo a Polícia Civil, o criminoso roubou, provavelmente no mesmo dia: dinheiro, celulares, relógios e joias de nove pessoas na capital e em Osasco, Grande São Paulo. Os bens estavam dentro de uma bolsa com o bandido e depois foram devolvidos às vítimas.

O ladrão morto foi identificado como Pedro Henrique da Cunha, de 26 anos. Ele estava com uma arma com numeração raspada, em uma moto roubada e era procurado pela Justiça desde 2019 por outros três crimes, de acordo com o boletim de ocorrência (BO). O agente da Polícia Militar (PM) não se feriu.

O caso foi registrado no plantão do 91º Distrito Policial (DP), Ceasa, como roubo, morte decorrente de intervenção policial, adulteração em veículo e porte ilegal de arma adulterada. A investigação será feita pelo 93º DP Jaguaré.


Vídeo


PM de folga reage a roubo e mata assaltante em SP

No vídeo acima que circula na internet é possível ver três homens, futuras vítimas do criminoso, conversando por volta das 12h de sábado. Eles estão na calçada da Rua Vicente Orapallo, no Rio Pequeno, Zona Oeste de São Paulo. Todos usam máscaras contra a Covid-19.

A imagem não tem som, não mostra como se deu todo o roubo e nem como o policial reagiu. Mas é possível ver, do lado esquerdo do vídeo, que uma moto Honda XRE 300 preta modelo 2018 se aproxima. Em seguida, o trio começa a entregar seus pertences ao motociclista ladrão.

Enquanto isso, do lado direito da tela, no sentido contrário ao assaltante, surge um Chevrolet Camaro 2SS branco modelo 2013. A rua tem mão dupla de direção. Quem dirige o carro é um soldado da Polícia Militar, de 34 anos. Ele estava de folga e à paisana. De acordo com a investigação, o veículo, que pode custar até R$ 129 mil, chamou a atenção do bandido quando passou pela rua.


Na círculo amarelo estão as vítimas do criminoso que está numa moto, no círculo amarelo. O assaltante roubou celulares e relógios de três homens na Zona Oeste de São Paulo, no último sábado (4) — Foto: Reprodução/Redes sociais

O PM à paisana reduz a velocidade do automóvel. Quando o veículo não aparece mais no vídeo, é possível ver a moto acelerando e tombando.

Segundo o boletim de ocorrência, o PM havia visto o roubo, se identificado como policial, “mas não surtiu efeito, intervindo em legítima defesa própria e de terceiros desferindo disparos com sua pistola”.

Não consta no registro policial informação se o assaltante atirou e nem em que momento teria sido isso. A perícia da Polícia Técnico-Científica encontrou sete cápsulas de balas no local. Três tiros feitos pelo soldado atingiram o criminoso: na cabeça e nas pernas.

Nessa imagem, uma das vítimas (na marcação em amarelo) dá seus bens ao assaltante na moto (em vermelho), enquanto um Camaro branco de um PM à paisana (em verde) reduz a velocidade ao ver o crime — Foto: Reprodução/Redes sociais

Nas imagens da câmera de vigilância é possível ver o criminoso, que aparece de capacete e segurando uma arma, caindo junto com a motocicleta.

Depois ele começa a se debater no asfalto. Ergue as mãos para o alto e se vira em direção ao PM tentando empunhar a arma. Segundo o boletim de ocorrência, mesmo caído, o criminoso tentou atirar contra o policial, “mas a arma falhou não conseguindo acionar o gatilho”.

O criminoso ainda aparece retirando o capacete que usava e volta a levantar os braços. O soldado se aproxima apontando a pistola, depois parece afastar a arma do bandido, que se deita.

O PM contou que telefonou para a Polícia Militar e pediu reforço de mais viaturas, segundo o BO. Uma ambulância também foi acionada e socorreu o assaltante, que foi levado para o Hospital Universitário, onde morreu.

No primeiro semestre do ano passado, 51% dos casos de confrontos policiais com mortes no estado de São Paulo envolviam suspeitos de roubo, segundo levantamento feito pela GloboNews com base em dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostram que neste ano houve aumento de 53% da letalidade policial durante a quarentena em comparação com abril de 2019 com o mesmo período de 2020.

Segundo a Polícia Militar, num comparativo entre janeiro a junho do ano passado com o mesmo período deste ano, houve, em contrapartida, crescimento de 138% no número de policiais militares mortos no estado: de 8 para 19.

9 vítimas

O vídeo mostra quando o criminoso cai após ser baleado pelo PM, que reagiu ao roubo. Segundo o soldado, ele se identificou como policial, mas foi obrigado a tirar para defender sua vida e das vítimas — Foto: Reprodução/Redes sociais

Segundo o boletim de ocorrência, na bolsa que o ladrão carregava foram encontrados os pertences roubados de mais vítimas. De acordo com o registro policial, foram apreendidos: 3 alianças, 9 celulares, 1 colar, 3 relógios, 3 carteiras e R$ 572 em dinheiro. Parte do material foi devolvida aos donos.

Além dos três homens roubados no Jaguaré, segundo a investigação, mais seis pessoas também foram assaltadas pelo mesmo criminoso na moto:

um casal de ciclistas roubado na Praça Por do Sol, em Alto de Pinheiros, Zona Oeste da capital;
um rapaz roubado numa praça próxima à Rua Pascoal Vita, na Vila Madalena, em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo;
o motorista de um caminhão roubado na Rua Filipinas, no Alto da Lapa, também na Zona Oeste da cidade;
e dois motoristas, que tinham acabado de estacionar seus carros, roubados em Osasco.


PM à paisana e de folga sai do carro e vai com a arma em punho até o criminoso, que segundo ele foi baleado três vezes, mas morreu ao chegar ao hospital — Foto: Reprodução/Redes sociais

*Colaborou Rafael Miotto, do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE