RADIO WEB JUAZEIRO : “É uma questão de honra”, diz comandante da PM sobre coibir paredões

#2ECCFA - #87CEFA

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

“É uma questão de honra”, diz comandante da PM sobre coibir paredões

Comandante falou nesta segunda-feira, 24, ao programa 'Isso é Bahia', da rádio A TARDE FM | Foto: Luciano da Matta | Ag. A TARDE

Festa do tipo paredão durante a pandemia podem levar o organizador a responder por infração a determinação do poder público. Com as notícias de pessoas quebrando as regras e realizando eventos do tipo nas ruas de Salvador e do interior do estado, o comandante da Polícia Militar (PM), Anselmo Brandão, reforçou que a corporação vai continuar com a fiscalização.

“Não vamos parar, agora é questão de honra para a polícia. Nós vamos manter a guarda para evitar essas aglomerações. O paredão é também uma questão simbólica, por isso a gente não pode deixar acontecer”, explicou em entrevista ao programa ‘Isso é Bahia’, da rádio A TARDE FM, na manhã desta segunda-feira, 24.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) divulgou um evento irregular realizado no bairro de Mussurunga neste domingo, 23, e acabou com um homem preso. Entretanto, Anselmo Brandão negou que os paredões continuam acontecendo na capital. “É uma inverdade que os paredões continuam, não tivemos nenhum paredão em Salvador neste fim de semana registrado pelos comandantes das unidades”. 

Na quarta-feira, 19, o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, declarou que seriam intensificadas as ações para impedir festas paredão na capital. Segundo o comandante, no primeiro fim de semana após o anuncio de Barbosa, foram feitas visitas a mais de 300 estabelecimentos, resultando em quatro prisões.

“Envolvemos mais de 150 homens e várias equipes da prefeitura. Vamos fazer isso de forma permanente, inclusive com prisões, apreensões de som, estabelecimentos interditados. É uma forma de reprimir, já que já fizemos a prevenção”, salientou.

Campanha eleitoral

Outra coisa que tem chamado atenção são os eventos de pré-campanha que geram aglomerações. Sobre isso, Anselmo Brandão lembrou que candidatos também devem seguir as determinações sanitárias para prevenir a disseminação do coronavírus.

“Não vamos permitir, já aconteceu no sul da Bahia, no outro dia um delegado mandou chamar o candidato e orientamos. Enquanto tiver o decreto, vamos cumprir”, pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE