RADIO WEB JUAZEIRO : Maestro de igreja é condenado a 14 anos de prisão por matar aluna que se negou a manter relações sexuais

#2ECCFA - #87CEFA

 


quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Maestro de igreja é condenado a 14 anos de prisão por matar aluna que se negou a manter relações sexuais

Por: TJMG/ Divulgação Por: Redação BNews 

O maestro de uma igreja foi condenado a 14 anos de prisão pelo homicídio de uma adolescente que frequentava o templo religioso, em Contagem (MG). O homem de 48 anos dava aulas de música para a menina e decidiu assassiná-la após ela se negar a ter relações íntimas com o acusado.

O assassinato aconteceu em 19 de maio de 2013, quando a adolescente bebia água no bebedouro da igreja durante um culto. De acordo com o BHAZ, o pai da vítima já sabia que a filha era assediada e que o maestro era casado. Então, decidiu afastá-la do homem e suspendeu as aulas de música.

Após denúncias de assédio de outras fiéis, o autor chegou a ser afastado de suas funções na igreja. O Ministério Público denunciou o caso e afirmou que outra motivação para o crime foi o desejo de vingança. 

O maestro foi condenado pelo crime de homicídio qualificado contra a ex-aluna, no último dia 23, pelo Tribunal de Júri da Comarca de Contagem. A pena de 14 anos será inicialmente cumprida em regime fechado. A decisão se baseou na confissão extrajudicial e em provas testemunhais.

Os jurados levaram em conta no julgamento que o crime foi realizado por motivo torpe, já que a vítima foi pega totalmente desprevenida, o que dificultou que ela conseguisse se defender. Como o acusado esteve em todos os atos judiciais, o juiz permitiu que ele recorra em liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE