RADIO WEB JUAZEIRO : Equipe da Anvisa identificou inconformidades em fábrica de vacina
quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Equipe da Anvisa identificou inconformidades em fábrica de vacina

Laboratório da Coronavac, na China, precisará de algumas correções para ter a certificação no país

Por Matheus Leitão 
Vacina chinesa Coronavac, que é alvo de campanha contrária de apoiadores de Bolsonaro nas redes sociais - Divulgação/Divulgação

A equipe de técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) avaliou que a fábrica da Sinovac, na China, que está produzindo a vacina Coronavac, é muito moderna, mas tem considerável número de pontos fora dos padrões exigidos no Brasil. 

Segundo apurou a coluna, essas possíveis falhas são em sua maioria questões menores, mas existem pontos de maior relevância que precisam ser corrigidos para que saia a certificação da vacina no país. 

Os pontos incongruentes serão integralmente descritos no relatório sobre o laboratório que será enviado ao Instituto Butantan, que devera apresentar formalmente os esclarecimentos em até 5 dias úteis após o recebimento.

Oficialmente, a Anvisa já informou que a inspeção foi concluída no dia 4 de dezembro. Seguindo o rito, com o fim da inspeção, a equipe elabora um documento (Anexo III do POP-O-SNVS-001), onde são listados todos os achados da inspeção (potenciais não conformidades)”.

A Anvisa procurou a coluna, na manhã desta quarta-feira, 9, para informar que, “na reunião de encerramento da inspeção é realizado um fechamento, citando os achados da inspeção”.

“A comunicação é feita com Instituto Butantan, nos termos formais do processo de inspeção. O tema é prioridade para Anvisa, estamos atuando focados para favorecer o acesso as vacinas da covid-19. Por fim, não confirmamos o exposto na reportagem, reconhecemos, apenas, os canais de informações formais com o Instituto Butantan”, afirmou.

A coluna mantém as informações publicadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE