RADIO WEB JUAZEIRO : Homem encomenda morte do próprio pai e é preso durante o velório
sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Homem encomenda morte do próprio pai e é preso durante o velório

De acordo com a polícia, o crime foi motivado pelo desejo do filho adotivo de ficar com todo o patrimônio da vítima

por: Primeiro Impacto

Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Militar, no município alagoano de União dos Palmares, após encomendar a morte do próprio pai. Leandro Bonifácio da Silva aguardava o velório do empresário José Nildo Bonifácio, de quem era filho adotivo, quando os agentes o detiveram.

Imagens gravadas por meio da câmera de um celular mostram a forte comoção gerada pela prisão nos parentes que, junto com Leandro, esperavam a chegada do corpo de José para velá-lo. No vídeo, pessoas gritam e um policial pontua: "crime esclarecido, o filho matou o pai".

Contando até mesmo com suporte aéreo, os investigadores esclareceram o assassinato em menos de 24 horas, na chamada Operação Judas Iscariotes. A primeira pista encontrada por eles foi o carro utilizado pelos criminosos. O veículo estava abandonado em uma região de mata e passou por revista na delegacia, o que revelou a presença da habilitação do filho adotivo no quebra-sol.

Posteriormente, a investigação apontou que o carro havia sido alugado por Leandro no dia 24 de janeiro. O verdadeiro proprietário foi localizado, mas não possuía qualquer passagem policial, e pôde levar o automóvel embora.

Segundo o policial militar Nilton Rocha, durante a prisão em flagrante do responsável por encomendar a morte de José, "os familiares dele não acreditaram no momento". Porém, diz o agente, tudo mudou "a partir do momento que ele mesmo confessou, na frente dos familiares, que tinha mandado apenas roubar o pai, não matar".

Já na delegacia, Leandro admitiu que havia pago R$ 3 mil pela morte. Agora, além dele, outra pessoa está presa pelo crime, mas três continuam foragidas. A polícia também acredita que os autores materiais do assassinato do empresário teriam cometido outro homicídio, na Zona da Mata do estado.

"Em contato com a Polícia Civil [e] GPM de Novo lino, descobrimos, montamos o quebra-cabeça que a morte do Jailton, minutos antes, lá na cidade de Novo Lino, o [carro] Onix vermelho foi utilizado", explica o agente Rocha. "Então, assim, já foi um crime premeditado lá também, já que um dos ocupantes que faz parte da quadrilha é morador de Novo Lino", completa o policial.

Ainda de acordo com a investigação, a violência contra José Bonifácio foi motivada pelo desejo do filho adotivo de ficar com todo o patrimônio do pai, entre dinheiro, chácara e outros imóveis, visto que teria direito aos bens, por ser o homem da família. A vítima prestava serviços à prefeitura de Joaquim Gomes, em Alagoas, e foi morta em uma estrada de terra que dá acesso a uma usina.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE