RADIO WEB JUAZEIRO : MAIS UM ATROPLAMENTO - Imagens fortes:
quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

MAIS UM ATROPLAMENTO - Imagens fortes:

PM do BPVE é atropelado na Transolímpica e estado de saúde é gravíssimo.

#ODia Crédito: Divulgação

Em um vídeo, é possível ver que o sargento está bem próximo da pista, em uma situação de extremo perigo. As imagens são fortes:


PMs do BPVE denunciam irregularidades após atropelamento de policial na Transolímpica
PM segue em estado gravíssimo no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste do Rio

Acidente com equipe do BPVE que aconteceu na saída 8 da linha amarela, sentido fundão

POR *THALITA QUEIROZ

 O atropelamento que deixou um policial militar do Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE) em estado gravíssimo, no último domingo (21), ligou um alerta para as péssimas condições de trabalho dos agentes em vias de alta velocidade no Rio. Os PMs denunciaram ao DIA uma série de irregularidades que são expostos, além das péssimas condições de trabalho e o medo de sofrerem represálias dentro do batalhão ao fazerem denúncias.

O sargento Othon Wagner Solomon Silva Belarmino, de 43 anos, foi o caso mais recente. Ele foi atropelado enquanto trabalhava no acesso à Avenida Brasil da via expressa Transolímpica, em Magalhães Bastos, na Zona Oeste do Rio, e o motorista fugiu sem prestar socorro. De acordo com o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, ele fraturou uma costela, o cóccix, teve uma perfuração do pulmão e seu estado é gravíssimo.

Segundo um PM do batalhão, que não quis se identificar, a posição de risco é algo imposto pelo próprio BPVE. "A Linha Amarela e a Linha Vermelha são os piores locais pois são vias de velocidade alta e os baseamentos são todos em cima dos zebrados (listras paralelas sinalizadas no chão da pista) em um espaço que não cabe nenhuma viatura. Ou seja, um policial tem que ficar dentro da viatura e um do lado de fora, ficando exposto na via", contou o policial.

Um outro PM do BPVE, que também optou por não se identificar, revelou que o acidente do sargento Othon não foi um caso isolado. "Isso é rotineiro, tem até policial trabalhando interno pois não pode mais ficar em pé por muito tempo depois de ter sido vítima de colisão que acontece em todas as vias. Na Linha Vermelha, no ano passado, foram três viaturas destruídas. Na Linha Amarela um caminhão de lixo atropelou a viatura com os policiais dentro. Na Avenida Brasil também já houve caso e agora esse da Transolímpica, que pela filmagem dá para ver onde o comando do batalhão manda basear a viatura sem nenhuma segurança para os policiais”, denunciou o PM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE