RADIO WEB JUAZEIRO : E a ivermectina ganha posto de honra na guerra contra a Covid
quinta-feira, 11 de março de 2021

E a ivermectina ganha posto de honra na guerra contra a Covid

levi vasconcelos

Leonel Cafezeiro, atacado por ter comprado ivermectina | Foto: Divulgação


Secretário de Saúde em Santo Antônio de Jesus, o médico Leonel Cafezeiro foi linchado pela mídia e adversários políticos por ter cometido um suposto crime: comprar ivermectina para combater a Covid, ao que se dizia, medicamento sem comprovação para o caso.

Os que agrediram Leonel deveriam pedir desculpas. Em entrevista a Mário Kertész, na Metrópole, o professor Roberto Badaró, PhD em imunologia e doenças infecciosas, autor de centenas de trabalhos científicos, cinco deles sobre a Covid, diz que a eficácia da ivermectina ganhou aval científico.

Ele contou que um site especializado em ciência mostrou que em 100% de 44 estudos realizados ficou demonstrado que o uso do remédio mostrou efeitos muito positivos: em 82% dos casos evitou a progressão da doença, a mortalidade foi reduzida em 75% e no tratamento precoce, a redução foi de 84%.

Na dúvida — Leonel disse que comprou o medicamento porque usou e viu bons resultados. Na real, ele fez o que muitos médicos já vêm fazendo pela Bahia afora, recomendando a ivermectina, em alguns com casos, com a ressalva por falta da prova científica: se bem não fizer, mal não faz.

Badaró faz a ressalva:

– Eu não dou opinião. Faço ciência e a ciência diz isso.

Tem a ver. A politização da pandemia tem variantes que envolvem médicos. Alguns defenderam até a hidroxicloroquina receitada por Bolsonaro, hoje comprovadamente inócua.

Presença total na UPB de Cocá

A eleição (por aclamação) e posse de Zé Cocá (PP), prefeito de Jequié, na presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) ontem teve a presença maciça das mais altas autoridades políticas da Bahia: Rui Costa, governador, João Leão, o vice, e Jaques Wagner, Otto Alencar e Ângelo Coronel, os três senadores baianos.

Mas um detalhe: tudo virtual. No velho normal seria tudo isso presencial com os prefeitos de todos os cantos do estado lá.

Coronel quer prazo no INSS

Na ponga da posse de Zé Cocá, o senador Ângelo Coronel (PSD) anunciou que apresentou projeto de lei que permite às prefeituras renegociar dívidas contraídas junto ao INSS até 31 de dezembro último com prazo de até 240 (20 anos) meses para pagar.

Se emplacar, marca golaço. A dívida com o INSS é o calvário dos prefeitos de cabo a rabo do Brasil. Em muitos casos, as verbas do FPM são sequestradas.

Aeroporto muda de dono

Não se sabia de quem era o aeroporto de Coutos, o mais distante município da Bahia, lá no extremo sul do oeste, divisa com Minas e Tocantins, a 820 km de Salvador, se do Estado, como está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil ou do município.

Fausto Franco, secretário de Turismo do Estado, fustigou o caso e a partir de hoje o aeroporto passa a ser privado. Vai ser explorado por empresários locais. Agora o avião vai voar.

Moro, o movimento mal feito que lhe custa a moral

Pergunta o leitor Jeremias Dias, de Vera Cruz, se o ex-juiz Sérgio Moro é mesmo suspeito de ter agido politicamente contra Lula. Suspeito suspeitíssimo, meu caro. E quem diz é o insuspeito (no caso de Lula) ministro Gilmar Mendes, do STF.

Moro fez o pior movimento de sua vida quando aceitou ser ministro de Bolsonaro. Para ele, largar a toga para entrar na política foi um desastre moral e pessoal. Agora está no ringue, apanhando no Judiciário sem ter quem o defenda e idem, idem no jogo político onde o vale-tudo (que ele é acusado de ter adotado) faz parte da lambança.

Mas, Jeremias, nem por isso o caso deixa uma pulga atrás da orelha: por que demoraram tanto para ver isso?

REGISTROS

Cabral anulando

Está nas redes mais uma pérola da genial criatividade popular, sobre a anulação das sentenças que condenaram Lula: ‘O Tribunal Constitucional de Portugal (o STF de lá) acaba de anular o Descobrimento do Brasil. O TCP decidiu que Cabral não tinha competência para vir para cá. Ele teria que ter ido para as Índias’.

Fogo na mata

Um incêndio iniciado semana passada já destruiu mais de 100 hectares numa reserva de mata atlântica na área indígena de Aldeia Velha, em Porto Seguro. O Corpo de Bombeiros está mandando aviões para lá.

Maus Lençóis

Preso acusado de ter estuprado duas moças de 21 e 23 anos, a troco de benefícios para o pai delas, Jaime Franco, ex-prefeito de Serrolândia, sofreu nova derrota. Pediu prisão domiciliar, por causa da idade, mas a Justiça negou.

TCM em festa

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) festejou (virtualmente) os seus 50 anos ontem. Plínio Carneiro, o presidente, foi empossado para novo mandato tendo os conselheiros Raimundo Moreira como vice e Fernando Vita como corregedor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE