RADIO WEB JUAZEIRO : Presidente do Olodum cobra apoio do poder público para o setor da música: "12 meses sem salário e renda"
segunda-feira, 29 de março de 2021

Presidente do Olodum cobra apoio do poder público para o setor da música: "12 meses sem salário e renda"

 Por: Reprodução Por: Raul Aguilar

O presidente do Olodum, João Jorge, cobrou, durante entrevista para o programa Jornal da Metrópole, apresentado por José Eduardo, do poder público um apoio para os trabalhadores da música. Ele também solicitou uma ajuda da iniciativa privada, através do patrocínio de lives e de acertos para shows a serem realizados quando o estado autorizar.

“Os membros do Olodum estão em muita dificuldade, o último show foi no dia 18 de março de 2020, na Costa do Marfim, depois, por causa da pandemia, passamos a fazer lives. Passamos a distribuir cestas básicas, pagar atrasados, mas isso é insuficiente, são 170 pessoas, são doze meses sem salário e sem renda. É hora da prefeitura de Salvador, do governo do estado e membros das empresas privadas apoiarem a galera da música, da cultura e do entretenimento, patrocinando, lives e eventos que depois podem ser feitos”, destacou Jorge.

O presidente da banda de Samba-reggae destacou que Salvador é a cidade da música, da arte e conhecida no mundo inteiro e que por isso, não perderá sua identidade. Ele lamenta o sentimento que existe na sociedade de que o setor do entretenimento, da música, podem esperar, sem fornecer para essas pessoas maneiras para trabalhar e subsídio para sobrevivência.

Ele admite que ainda não é o momento para o retorno dos shows, por conta das altas taxas de transmissão do novo coronavírus registradas na Bahia e no país. Ele convocou os fãs do Olodum para adotarem um comportamento responsável, o que ajudará no retorno da banda aos palcos: “Para o Olodum voltar, é preciso que a população jovem de Salvador não vá pra balada, não se contamine e não leve contaminação para casa”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE