RADIO WEB JUAZEIRO : Rui Costa cogita antecipar feriados e anuncia suspensão de transporte intermunicipal na Semana Santa
quarta-feira, 24 de março de 2021

Rui Costa cogita antecipar feriados e anuncia suspensão de transporte intermunicipal na Semana Santa

Rodrigo Aguiar

Governador afirmou que suspensão do transporte tem objetivo de "não jogar fora esforço das últimas semanas" / Foto: Reprodução | YouTube

O governador Rui Costa informou nesta terça-feira, 23, que avalia a antecipação de feriados, como já sinalizado pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis, e anunciou a suspensão do transporte intermunicipal na Semana Santa, incluído o sistema ferry boat, com o objetivo de conter a disseminação do novo coronavírus.

"A suspensão do transporte começa na quinta antes da Semana Santa [dia 1º] e vai até as 5h da terça-feira [dia 6]. Queremos dificultar a aglomeração em viagens ao interior. Temos feito reuniões intensas com todas as regiões. Alguns municípios estão com alta taxa de contaminação e outros com número mais baixo, seja absoluto ou relativo", declarou o governador, em transmissão nas redes sociais.

Em decreto, que será publicado nesta quarta-feira, 24, fica determinada a suspensão, a partir da primeira hora do dia 1º de abril, a circulação e a saída, e, a partir da nona hora do dia 1º, a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal rodoviário, público e privado, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans, em todo estado, até as 5h do dia 06 de abril.

Também estarão proibidas, a partir de 20h do dia 31 de março, a circulação, a saída e a chegada de ferry boats e catamarãs, em todo estado, até as 5h do dia 06 de abril. E ficam suspensas, a partir de 20h do dia 1º, a circulação, a saída e a chegada de transporte coletivo intermunicipal hidroviário, público e privado, como lanchinhas e balsas, em todo o estado, até as 5h do dia 5 de abril.

Segundo o chefe do Palácio de Ondina, a manutenção do transporte intermunicipal no próximo feriado poderia "jogar fora todo o esforço feito ao longo das últimas semanas".

Sobre a possibilidade de antecipar feriados, como ocorreu no ano passado, Rui disse que ainda não há decisão tomada. "Estamos avaliando a eventual antecipação de feriados. Estamos refletindo, analisando os prós e contras. Mas já tomamos a decisão de suspender o transporte intermunicipal

Em entrevista à TV Bahia, o prefeito de Salvador afirmou que os feriados de Corpus Christi (3 de junho), São João (24 de junho), Independência da Bahia (2 de julho) e Dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia (8 de dezembro) podem ser antecipados, para datas junto à Semana Santa.

"Nós estamos avaliando os números no decorrer dessa semana, combinamos na última semana, prefeitos da Região Metropolitana e o governo do Estado, de realizarmos uma outra reunião, para inclusive, se possível for, antecipar os feriados para a semana que vem, com a possibilidade de buscar um isolamento maior", declarou o gestor municipal.

Ainda na transmissão, o chefe do Executivo estadual afirmou que, após a adoção das medidas restritivas em vigor, como o toque de recolher e o fechamento do comércio, o número de casos ativos da Covid-19 na Bahia caiu de mais de 22 mil para atuais 15.402. O governador disse que a meta é diminuir o número de casos ativos para menos de 10 mil no intervalo de uma semana. Em todo o estado, aguardam na fila da regulação por um leito de UTI 286 pessoas.

Vacinação - Sobre as 37 milhões de doses da vacina russa SputniK V compradas pelo Consórcio Nordeste, o chefe do Executivo baiano reiterou que o cronograma de entrega prevê 2 milhões de doses em abril, 5 milhões em maio, 10 milhões em junho e 20 milhões em julho. As doses serão repassadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), que realizará a distribuição por todo o país.

O governador repetiu ser favorável à inclusão de alguns profissionais entre o grupos prioritários para imunização contra a Covid-10, mas lembrou que a decisão cabe ao Ministério da Saúde. "Sou a favor de incluir alguns segmentos profissionais na lista de prioridades, como os policiais, sejam eles militares ou civis, os profissionais da Educação e outros que, além de expostos, trabalhem em ambientes confinados, como ascensoristas, pilotos de avião, motoristas de ônibus. Mas quem define os critérios de prioridade é o Ministério da Saúde. O Estado sequer vacina. Quem aplica são os municípios, que não podem isoladamente criar os seus critérios", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE