RADIO WEB JUAZEIRO : Sem respaldo científico, ex-governador de RO defende uso de solda elétrica contra Covid; VÍDEO
sexta-feira, 26 de março de 2021

Sem respaldo científico, ex-governador de RO defende uso de solda elétrica contra Covid; VÍDEO

Ivo Cassol contou ao G1 que decidiu fazer a gravação no início da semana, em Rolim de Moura (RO), após saber de um caso semelhante feito em infectados de São Francisco do Guaporé (RO).

Por G1 RO



Ivo Cassol aparece usando solda elétrica para tratar amigo da Covid

Um vídeo do ex-governador Ivo Cassol, de Rondônia, viralizou nas redes sociais nesta terça-feira (23). Na gravação, Cassol aparece usando uma solda elétrica como suposto tratamento para o coronavírus, através da claridade/luz emitida pelo aparelho (assista acima). Não há comprovação científica sobre o procedimento.

Ao G1, o ex-governador explicou que fez a gravação no início da semana, em Rolim de Moura (RO), após saber de um caso semelhante feito em São Francisco do Guaporé (RO).

Segundo ele, as pessoas que se submeteram à exposição de luz de solda teriam tido melhora nos sintomas e até mesmo conseguido a cura.

"Na semana passada eu assisti um vídeo que um cidadão lá da BR-429, conhecido como Santos. Ele estava com coronavírus e ele fez solda e, posteriormente, e ele foi fazer o teste e tinha matado o vírus do 'corona'. No dia seguinte ele pegou um funcionário dele, mais a esposa do funcionário, fez a solda também e automaticamente também acabou eliminando o vírus do corona no corpo deles", afirma.

Após assistir ao vídeo, Ivo Cassol diz que decidiu fazer o mesmo procedimento em um borracheiro, que é seu funcionário e havia testado positivo para Covid-19 na semana passada.

"Deu positivo para Covid na quinta-feira (18) e na sexta-feira (19) ele estava ruim. Fizemos a solda na sexta-feira e no sábado de manhã (20) ele amanheceu como um coco, portanto amanheceu bom sobre o corona", relata o ex-governador.

No fim de semana, o ex-governador disse ter visto um amigo chamado Fabrício, que também foi positivado com a doença.

"Eu falei pra ele do vídeo e ele me disse: 'Ivo, vamos fazer a solda'. E aí nós fomos fazer a solda na oficina aqui, no nosso barracão. Ele ontem [segunda-feira] foi lá para fazer a solda para pegar o calor, o reflexo, e estava ruim. Tinha ido dormir 'podre', doente, estava ruim. E hoje terça-feira [o amigo] amanheceu como um coco, como se nada tivesse", afirma Ivo Cassol.
Ivo Cassol segura solda elétrica para 'tratar' amido de Covid-19 — Foto: Reprodução

À reportagem, o ex-governador disse acreditar que a claridade da solda elétrica não cura o vírus, mas ajuda no tratamento.

"Aqueles que estão falando que a solda cura, não, a solda não cura. Primeiro que eu não sou médico, não sou cientista, mas eu quero deixar claro que a solda, no meu ponto de vista, aquela claridade dela pode, de repente, transmitir vitamina D [ao corpo] ou a claridade em si, e ela de repente mata o coronavírus. Portanto vai depender dos pesquisadores daí pra frente".

O ex-governador ainda reiterou: "O que alguém precisava é ter coragem e fazer o que eu fiz. Lembrando mais uma vez que isso não é cura, não é mágica, não é milagre. Essa experiência copiei, deu certo com meu amigo e estou feliz que ele melhorou. É como disse os cientistas, que em países com clima quente, o vírus não sobreviveria. Então de repente com a claridade da solda, o vírus não sobrevive. É uma experiência que pode ser feita em qualquer lugar", ressaltou o ex-governador.

Cassol afirmou ainda que o uso da solda não mata. "Se matasse eu já estava morto, por causa da usinas de PCH que construí na vida, quando comecei. Eu sou soldador/mecânico, eu soldei mais de 1 mil metros de tubo para as nossas usinas hidrelétricas. Com solda não tem risco nenhum, não tem contra-indicação, não tem nada, alguém precisa servir de cobaia e fico feliz em ser essa pessoa, para saber se dá certo", finaliza.

Riscos à saúde

De acordo com o médico Rodrigo Almeida, comentarista da Rede Amazônica, é comum surgirem nas redes sociais supostas curas para as mais variadas doenças, inclusive a Covid. Mas alguns dos procedimentos são arriscadas para a saúde.

"Quando a gente vai ver essas curas, que parecem milagrosas, não tem nada disso, não tem cura. A gente tá vendo isso inclusive com alguns medicamentos, que estão sendo extremamente estudados para a Covid, mas infelizmente a maioria não mostrou ação efetiva para a doença", contou.

Ainda de acordo com o doutor, o uso de claridade/calor emitido pela solda elétrica faz mal para o corpo humano.

"Solda queima os olhos, dá problemas pulmonares, por causa do vapor/fumaça", alerta o médico.

Em um outro vídeo feito por moradores de Rondônia, como em em São Francisco do Guaporé (RO), a pessoa contaminado com coronavírus tem ficado perto do aparelho da solda para receber a claridade/luz emitida (sem nenhuma proteção).

Rodrigo Almeida falou ainda que, nos casos de pacientes que alegam cura através da solda, o que pode ter ocorrido é uma reação natural do corpo. "A pessoa mais nova costuma enfrentar a Covid melhor do que uma pessoa mais velha. Na verdade não se curou por causa da solda, mas por ser mais saudável e ter resistência", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE