RADIO WEB JUAZEIRO : Pazuello nega transgressão militar ao Exército e defende 'honra pessoal'
sexta-feira, 28 de maio de 2021

Pazuello nega transgressão militar ao Exército e defende 'honra pessoal'

Pazuello defende que o passeio com motociclistas não foi um evento político-partidário | Foto: Reprodução | CNN Brasil

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, negou ao Exército que tenha incorrido em uma transgressão militar ao participar de um ato com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último domingo, no Rio.

Em sua defesa, Pazuello defende que o passeio com motociclistas não foi um evento político-partidário, porque, segundo ele, o país não está em período eleitoral e o presidente não é filiado a partido político.

General da ativa, Pazuello recorreu ao artigo 6 do Regimento Disciplinar do Exército para apontar que sua participação no ato se deve a “honra pessoal”.

“I - honra pessoal: sentimento de dignidade própria, como o apreço e o respeito de que é objeto ou se torna merecedor o militar, perante seus superiores, pares e subordinados”, diz o trecho citado por Pazuelllo.

O Exército abriu um procedimento disciplinar para apurar a conduta de Pazuello um dia depois do ato, e o prazo para apresentação de defesa era de dois dias. Agora, caberá ao comando do Exército decidir o que fazer. O prazo é de 30 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE