RADIO WEB JUAZEIRO : Coronel é único a votar a favor do rio São Francisco
sexta-feira, 18 de junho de 2021

Coronel é único a votar a favor do rio São Francisco

A TARDE
Apenas Angelo Coronel (PSD) foi a favor do projeto que garante recursos para recuperar o Rio São Francisco
 Foto: Roque de Sá | Agência Senado

A inclusão de contrapartida para a revitalização do Rio São Francisco foi fator decisivo para aprovação da Medida Provisória 1031/2021 no Senado. Isso porque A MP prevê a destinação de R$ 350 milhões por ano, durante uma década, para o "Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional".

Dos três parlamentares baianos, apenas Angelo Coronel (PSD) foi a favor do projeto que garante recursos para recuperar o Rio São Francisco e suas cidades ribeirinhas. Os senadores Jaques Wagner (PT) e Otto Alencar (PSD) deram voto contrário. O movimento contra a destinação dos recursos para a revitalização partiu, ainda na fase da votação do projeto na Câmara, do deputado federal Jorge Solla (PT).

A favor da iniciativa, Angelo Coronel havia apresentado, na quarta-feira anterior à votação, emenda à MP visando ampliar os aportes anuais à bacia do São Francisco para R$ 1 bilhão por 10 anos, mas ela não foi aprovada. Apesar de se queixar do valor final, Coronel reiterou a importância do projeto. "Não foi o ideal, mas tivemos algumas conquistas", avaliou ele.

Coronel cutucou o presidente nacional do DEM e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, a quem atribuiu a condição de poder tentar "interceder" junto ao senador Marcos Rogério (DEM), relator da MP, para melhorar a condição da contrapartida para revitalização do São Francisco. "Vale ressaltar que o presidente do DEM, ACM Neto, que criticou todos os senadores baianos por serem contra a revitalização, deveria interceder junto ao relator do seu partido, do DEM, para aprovar um valor maior, como proposto por mim e por Otto Alencar", questionou.

"Ressalto também que os rios e as águas continuarão sendo da União, conforme preconiza o inciso III do art. 20 da Constituição Federal. Não há, portanto, venda de águas e nem risco à população ribeirinha: a Eletrobras continuará tendo uma concessão para gerar energia hidrelétrica, como já acontece há décadas", destacou Coronel.

Critica na rádio

O vereador Alexandre Aleluia alfinetou ontem os senadores Otto Alencar e Jaques Wagner durante programa na rádio Piatã FM, argumentando que eles têm um discurso pró-conservação ecológica, mas que na prática não defendem ações concretas que ajudem o meio ambiente.

"Só vejo o pessoal com bandeira verde, fazendo manifestação, abraçando árvore. Agora, na hora de ajudar, de querer realmente resolver o problema concreto, com uma solução concreta, a gente não vê. Eu vi que o senador Jaques Wagner inventou uma emenda mudando o valor para não sei quantos milhões, mas é contra a privatização, ou seja, o dinheiro vai sair de onde?", provocou. "Eu entendo que esse pessoal queira manter o monstrengo das estatais porque dava muito prejuízo e era muito bom pra político e ruim pro povo", acrescentou.

Aleluia disse que os senadores estão votando contra a revitalização do rio que é fonte de renda para milhares de pessoas. "Eu não lembro quando tivemos senadores baianos que votaram contra uma revitalização dessa, do montante dessa e impactante como essa", concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE