RADIO WEB JUAZEIRO : Bebê é morta por chow-chow após briga de cachorros; tutores pretendem doar os animais

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Bebê é morta por chow-chow após briga de cachorros; tutores pretendem doar os animais

 Por: Reprodução/Pixabay Por: Redação BNews

Uma briga por comida entre dois cachorros precedeu o ataque que causou a morte de uma bebê de 23 dias, em Santa Catarina, no último sábado (14). A recém-nascida foi mordida na cabeça por um cão da raça chow-chow, que fazia a guarda da casa da família, em Biguaçu, na região metropolitana de Florianópolis. A criança chegou a ser socorrida às pressas a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Responsável pelo caso, o delegado Rodrigo Dantas relatou que o pai da bebê foi espontaneamente até a delegacia de Biguaçu, onde contou o que ocorreu naquela manhã. O casal proprietário tentou separar a briga entre dois cachorros, mas o Chow-Chow entrou na residência e avançou na criança que estava no sofá, assim que sofreu o ataque, foi conduzida até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Devido à gravidade dos ferimentos, a menina precisou ser conduzida às pressas ao Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, mas não resistiu.

Ainda conforme o delegado, o pai foi encaminhado para atendimento especializado por psicólogo policial, a fim de evitar novo dano aos familiares. Disse, também, que "em momento oportuno" outras pessoas serão intimadas a prestar esclarecimentos.

Destino dos cachorros

Segundo o delegado responsável pelo caso, a família do bebê que morreu quer doar os dois animais de estimação. De acordo com o delegado, Rodrigo Dantas, os dois cachorros da família teriam brigado enquanto os donos entregavam comida.

Em seguida, o casal proprietário tentou separar a briga, mas o Chow-Chow entrou na residência e avançou na criança que estava no sofá.

Informações repassadas pelo delegado dão conta de que os pais do bebê pretendem doar os dois animais: o cão da raça Chow-Chow e o outro sem raça definida. O contato de uma ONG (Organização Não-Governamental) envolvida com a causa animal teria sido repassado à família.

A equipe de investigação esteve no local onde o bebê morreu para apurar se os cachorros sofriam maus-tratos, mas a possibilidade foi descartada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE