RADIO WEB JUAZEIRO : Bolsonaro insiste que gasolina e gás estão baratos “na origem” e culpa governadores

quinta-feira, 19 de agosto de 2021

Bolsonaro insiste que gasolina e gás estão baratos “na origem” e culpa governadores

Presidente voltou a declarar que zerou o imposto federal sobre os insumos e que alta ocorre por causa de tributos estaduais

Mariana Costa

Gustavo Alcântara/Especial Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a afirmar, nesta quinta-feira (19/8), que a gasolina e o botijão de gás estão baratos na origem, já que ele zerou o imposto federal sobre os insumos.

“O preço do gás não está caro. Está R$ 45 na origem. Eu zerei imposto federal. Cadê os governadores para zerar o estadual? Aí chega a R$ 130 na ponta da linha”, disse o presidente aos apoiadores, na saída do Palácio do Alvorada.

Bolsonaro também falou sobre a gasolina: “Gasolina tá barata. Custa R$ 1,95 na refinaria. Chega a R$ 6,00 ou R$ 7,00 na ponta. Vamos ver, ao longo do caminho, o que fica caro”, declarou o mandatário.

Há semanas, o titular do Palácio do Planalto reitera que a responsabilidade pelos valores da gasolina e do botijão de gás compete aos governadores. Segundo o mandatário, o custo desses insumos também é influenciado pela alta do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que é uma taxa estadual. Bolsonaro defende que, por já ter zerado os impostos federais, quem superfatura os valores são os gestores das unidades da Federação.

Ao longo da semana, o chefe do Executivo já havia tocado no assunto: “Hoje muitos reclamam, com razão, do preço do botijão de gás, na casa dos R$ 130. Realmente é um absurdo, mas [vou] dizer a vocês que o botijão de gás custa, na origem, R$ 45. O governo federal simplesmente zerou o imposto federal para o gás de cozinha”, pontuou o presidente, na quarta-feira (18/8).

Antes, na terça-feira (17/8), o mandatário da República havia dito que a gasolina está “barata”. Durante conversa com apoiadores, no Palácio da Alvorada, ele afirmou que o combustível “custa R$ 1,95 na refinaria”. Nos postos, a última média semanal do preço da gasolina comum no país, fechada na sexta-feira (14/8), foi de R$ 5,866. Os dados foram disponibilizados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).
Reações nas redes

Nos respectivos dias das falas do mandatário sobre os valores do botijão de gás e da gasolina, internautas reagiram. Veja as reações:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE