RADIO WEB JUAZEIRO : Craque do Brasileirão compra carrão de R$ 420 mil e descobre que veículo está envolvido em 'briga judicial'

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Craque do Brasileirão compra carrão de R$ 420 mil e descobre que veículo está envolvido em 'briga judicial'

 Por: Ilustrativa Por: Redação BNews

Em novembro de 2019, Paulo Henrique Ganso decidiu se presentear com um novo carro, mas não imaginava a dor de cabeça que teria. O craque do Fluminense comprou por R$ 420 mil uma Mercedes-Benz blindada e só depois foi descobrir que o veículo está envolvido em um imbróglio judicial.

Segundo informações divulgadas pela colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o jogador tenta cancelar uma restrição sobre o veículo, gerada após á uma ação de execução, movida por um credor, que alega fraude na transferência (alienação) do bem, em face do antigo proprietário.


A ação foi movida pelo atleta neste mês, e para o juiz, Guilherme Madeira Dezem, da 44ª Vara Cível de São Paulo, "a análise destes autos conjuntamente com os da execução em apenso, revelam que a matéria em debate, qual seja, boa-fé do terceiro adquirente, demanda aprofundamento probatório, sendo que a cautela recomenda a manutenção do registro até o julgamento destes embargos", disse em despacho.

De acordo com a publicação, no processo consta que a compra do veículo teria sido realizada de forma legal, direto da revenda multimarcas. Nesse imbróglio todo, o atleta seria um terceiro comprador de boa-fé. Ganso descobriu somente agora que o proprietário anterior do Mercedes-Benz - que deixou consignado o bem para venda na tal loja - sofre com uma ação de execução, em razão de supostas dívidas.

Na data de 8 de agosto de 2019, o credor teria movido a ação de execução de título extrajudicial, com isso, acusa o antigo proprietário do veículo de fraude: "Todas as alienações se iniciaram apenas um mês após a distribuição da ação", alega o credor. O crédito em questão seria de R$ 950 mil. O credor afirma que três veículos, todos da marca Mercedes, foram alienados pela parte executada. Um dos veículos, teria sido o comprado por Ganso.

Ainda segundo a colunista, o jogador, que não teve qualquer contato com o proprietário do veículo, apresentou à Justiça uma série de documentos que comprovariam que o veículo estava disponível para venda em uma loja e que, dessa forma, a compra se deu de forma legal, diretamente com a revenda multimarcas, que fica localizada na Vila Leopoldina, em São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE