RADIO WEB JUAZEIRO : Dois aviões avistaram um óvni na costa leste do Canadá

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Dois aviões avistaram um óvni na costa leste do Canadá

© Reprodução/Pixabay Objetos e luzes enigmáticos chamaram a atenção do governo americano, que investigou por anos e divulgou um relatório sobre 143 avistamentos militares Reprodução/Pixabay

Na noite do dia 30 de julho deste ano, um avião militar canadense e um voo da linha aérea holandesa KLM relataram o avistamento de um óvni sobre o Golfo de Saint Lawrence, na costa leste do Canadá.

De acordo com relatório de incidente de aviação publicado no dia 11 de agosto e citado pelo site da revista americana VICE, os dois voos “relataram ter visto um objeto voador verde brilhante” que “voou para dentro de uma nuvem e depois desapareceu” num trecho de mar aberto entre as regiões canadenses de Quebec e Newfoundland.

O avião de passageiros da KLM (voo KLM618) estava viajando de Boston para Amsterdã enquanto a aeronave de transporte militar (código aéreo CFC4003) transitava entre CFB Trenton, uma base em Ontário, no Canadá, e Colônia, na Alemanha, segundo a revista.

Poucos outros detalhes foram disponibilizados no relatório, que apareceu no CADORS ou Civil Aviation Daily Occurrence Reporting System (Sistema de Relatos Diários de Incidentes da Aviação Civil, em tradução livre), arquivo de incidentes de voo do governo canadense.

Vale lembrar que objetos e luzes enigmáticos chamaram a atenção do governo dos Estados Unidos, que investigou os óvnis por anos e recentemente divulgou um relatório sobre 143 avistamentos militares, incluindo os que pareciam “manobrar abruptamente, ou mover-se em velocidade considerável, sem meios de propulsão reconhecíveis”.

O Canadá, em contraste, parece muito menos interessado. Em declaração recente à VICE, um porta-voz do departamento de defesa canadense afirmou que “não rastreiam, fazem relatórios ou coletam informações sobre avistamentos de óvnis”.

Dados do avistamento recente foram publicados no Twitter no dia 11 de agosto pelo pesquisador de aviação e navegação Steffan Watkins. É possível ver que a aeronave militar canadense muda a direção e a altitude no momento em que avistaram o objeto, dia 31 de julho.

“Isso simplesmente era para o avião atingir seu ponto de entrada no oceano e a altitude. Nenhuma ação evasiva de qualquer tipo foi tomada ou exigida”, revela um porta-voz militar do Canadá à VICE.

Ainda conforme o porta-voz, a Força Aérea canadense “não tem intenção ou necessidade de investigar mais profundamente esse caso”.

“Nesse incidente em particular, não há nada que indique que o que a tripulação viu representasse algum tipo de risco à segurança da aeronave. Acreditamos que eles viram algo. Pois, do contrário, não teriam feito um relatório”, completa o representante do governo canadense a site da revista americana.

Já a companhia aérea KLM não respondeu a um pedido de comentário da VICE. A Nav Canada, empresa privada que opera o sistema de controle de tráfego aéreo do Canadá e cujos funcionários teriam recebido os relatórios iniciais, disse à revista que “não há informações adicionais da Nav Canada sobre esse evento”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE