RADIO WEB JUAZEIRO : Luciano Huck revela por que abriu mão de disputar eleições contra Lula e Bolsonaro

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Luciano Huck revela por que abriu mão de disputar eleições contra Lula e Bolsonaro


Prestes a assumir os domingos da Globo, Luciano Huck afirmou, com todas as letras, que tinha interesse de se candidatar às eleições presidenciais de 2022. O apresentador explicou o motivo pelo qual abriu mão de disputar o cargo contra Lula e Jair Bolsonaro no próximo ano. “Eu não cheguei a desistir. Eu acho que eu estar aqui, estreando o Domingão na semana que vem, é o que eu tinha que fazer”, explicou o marido de Angélica.

Em entrevista a Renata Ceribelli no Fantástico deste domingo (29), Huck falou sobre seu livro De Porta em Porta, lançado no último dia 20 e pensado como um baú de narrativas sobre suas experiências pessoais e na televisão.

“Da porta para dentro, não tem nada mais importante do que cuidar dos nossos. A família, para mim, é a coisa mais importante. E, da porta para fora, como é que a gente pode ser mais generoso, menos egoísta, mais pensando na ‘floresta’ toda? A vida não é sobre o que a gente junta, é sobre o que a gente espelha”, explicou ele.

O conteúdo do exemplar levou Renata a questionar a relação de Huck com o cenário político, impedindo o apresentador de fugir da pergunta sobre sua candidatura à presidência, da qual ele já havia se esquivado por tantas vezes.

“Você não vai ler uma linha minha, em lugar nenhum, que eu falei que eu seria candidato a qualquer coisa, nunca. Eu estou no debate público e vou continuar no debate público, se você perguntar minha opinião sobre qualquer assunto, eu vou te dar. Eu nunca lancei uma candidatura”, iniciou o comunicador.

O pai de Joaquim, Benício e Eva ainda lamentou o atual cenário político do país, destacando que sua candidatura viria como uma tentativa de amenizar a polarização que tomou conta do Brasil:

Obviamente que eu pensei nisso . O que me fez pensar foi uma conjuntura em que um país, que tem uma enorme potencialidade como o Brasil, e uma enorme desigualdade como o Brasil, eu adoraria que fosse o país do futuro, como sempre nos foi colocado e não aconteceu até hoje.

Huck ainda explicou que sua decisão de abrir mão da presidência não havia sido pensada previamente, mas acabou acontecendo, já que, a partir de 5 de setembro, ele estará à frente do Domingão com Huck.

“Eu não cheguei a desistir. Eu acho que eu estar aqui, estreando o Domingão na semana que vem, é o que eu tinha que fazer, é orgânico, é o que eu sei fazer, é a minha contribuição. O país está dividido. Se a gente pensa diferente, a gente é inimigo, se a gente não gosta das mesmas coisas, a gente não pertence ao mesmo grupo”, completou ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE