RADIO WEB JUAZEIRO : Entregador brasileiro é surpreendido por urso na porta de cliente no Canadá

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Entregador brasileiro é surpreendido por urso na porta de cliente no Canadá

Por: Fernando Moreira
Urso atrapalha serviço de entregador brasileiro em Vancouver Foto: Carlos Silva para o PAGE NOT FOUND

Era para ser mais um dia de entrega de encomendas para o brasileiro Carlos Silva, de 59 anos, em Vancouver (Canadá), onde vive com a família há 11 anos. Porém "alguém" não estava muito disposto a facilitar as coisas para o entregador. Ao parar na frente do endereço do destinatário do pacote, Carlos se deparou com uma "barreira viva": nada menos que um urso na entrada da residência!

"Geralmente eu faço entregas no norte de Vancouver, uma área muito perto das montanhas e que tem muita floresta ainda. E eu me deparei com um urso em frente à casa onde eu deveria deixar um pacote. Inicialmente, eu tentei assustá-lo, pois tinha uma rota a cumprir", disse ao PAGE NOT FOUND o brasileiro, que trabalha para uma das maiores empresas de remessa expressa do mundo.

"Mas acabei 15 minutos parado, esperando que ele saísse dali. Mas o urso também ficou parado ali, ficou se coçando, descansando. Aí eu liguei para a minha filha e mostrei o vídeo. Eu disse: 'Preciso entregar o pacote, mas estou com medo de sair do carro e ele me atacar'. As ruas aqui no norte de Vancouver muitas vezes você não vê uma pessoa passando por horas, ficam totalmente desertas", acrescentou.

 Assista:


Contribuiu para o "drama" do paraense um detalhe da rua onde estava estacionado:

"A rua era sem saída. Você tem que fazer a entrega, dar meia volta e partir. Então não tinha como o urso sair dali. Para voltar ele tinha que passar por mim. Eu estava muito assustado, com medo de descer do carro e ser atacado. Ele até parecia até dócil, mas..."

Carlos Silva trabalha com entregador em Vancouver, Canadá Foto: Arquivo pessoal para o PAGE NOT FOUND

Para não comprometer o horário das outras entregas, Carlos se encheu de coragem:

"Eu esperei uma hora em que ele estava um pouco afastado, desci do carro correndo. E a minha filha dizendo: 'Não corre que ele pode correr atrás de você!' Mas consegui deixar o pacote na frente da casa e voltar correndo para o carro. Consegui fazer o meu trabalho."

Ao que parece, como não houve reclamação do destinatário, a encomenda ficou intacta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE