RADIO WEB JUAZEIRO : HOMENAGEM AO RADIALISTA
quarta-feira, 22 de setembro de 2021

HOMENAGEM AO RADIALISTA

A importância do radialista na região do São Francisco
Tony Martins

Neste 21 de setembro comemora-se o Dia do Radialista, aí vem a lembrança da história do rádio em minha cidade.

Tomando como ponto de partida os primeiros comunicadores natos, devemos destacar os autodidatas de comunicação fácil que desenvolviam um papel fundamental num tempo em que não se tinha televisão, sendo o serviço de alto-falante um forte veículo de comunicação e de entretenimento.

É bom lembrar de Eurípedes Lima, o popular seu Galo, Seu Grosso, Antônio Zarur, Sebastião Inácio Diniz, o extraordinário Alício Gil Braz, com A voz do Povo, Voz do Comércio Publicidade, Serviço de auto- falante Cruzeiro do 1Sul, Marabá Publicidade, que serviam de laboratório para a formação de nossos consagrados radialistas.

Nos remetemos também neste momento ao dia 08 de outubro de 1960 quando aí pela Rádio Juazeiro, Clésio Rômulo Athanázio, Herbet Mouze, Joselino Oliveira e um moço chamado Adir apresentaram o primeiro programa esportivo no rádio.

Que bacana era ouvir Ronaldo Lopes e José Raimundo Neves, assim como a voz eternamente marcante de Elias Cruz.

Esses radialistas a quem faço referência foram determinantes para a qualidade da nossa comunicação, bem como os que a eles se juntaram é sucederam, a exemplo de Geraldo José que ainda jovem teve o privilégio de trabalhar com Carlos Alencar e que se tornou referência para todos nós, inclusive, meus primeiros anos de comunicador foi ao seu lado, de Winston Monte Claro, Geraldo Messias, o Rei Raimundo Amarildo, Charles Gray e Nilson Silva.

Foram anos de viagens, durezas e alegria. Dileto Geraldo precisamos fazer menção a essas pessoas, para que em nome dos quais, a gente possa parabenizar todos os radialistas da região do São Francisco.

Faço isso como forma de mostrar o valor que o radialista tem, cujo salário sequer se aproxima da sua importância social, pois, a relevância de seu trabalho se efetiva na vez e na voz do povo que tem o rádio como espaço de seus clamores e o radialista como mediador dessa comunicação, seja pela notícia ou mesmo pela opinião que emite.

PARABÉNS AO RADIALISTA DE ONTEM, DE HOJE E DE SEMPRE.

Tony Martins – Pedagogo e Radialista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE