RADIO WEB JUAZEIRO : Suspeito de assediar e derrubar jovem de bicicleta é preso no Paraná
terça-feira, 28 de setembro de 2021

Suspeito de assediar e derrubar jovem de bicicleta é preso no Paraná

Passageiro colocou a mão para fora do veículo e apalpou a mulher; jovem teve ferimentos após cair da bicicleta

iG Último Segundo

Reprodução/redes sociais
A jovem estavam andando de bicicleta quando um carro passou bem próximo e a apalpou

O homem suspeito de assediar uma ciclista enquanto ela pedalava no município de Palmas, no Paraná, foi preso nesta terça-feira (28) , informou a Polícia Civil. Em vídeo compartilhado nas redes sociais da vítima , é possível ver o passageiro colocando a mão para fora do veículo e apalpando o corpo da jovem. Em seguida, a estudante se desequilibra e cai.

O caso aconteceu no último domingo (26) e foi registrado pelas câmeras de segurança. Após Andressa Lustosa, de 25 anos, cair da bicicleta, os quatro envolvidos que estavam no carro foram embora, deixando a vítima ferida.
Continua após a publicidade

A mulher registrou um boletim de ocorrência e procurou pelas imagens das câmeras para entender o que havia acontecido. Todos os homens que estavam no veículo foram identificados.

Arquivo pessoal

Ciclista ficou com ferimentos após a queda

"Eu acho que está na hora de alguém tomar uma atitude. A gente não está aguentando mais esse tipo de situação. É humilhante, nós, mulheres, não podermos sair na rua para fazer uma atividade física. Você não pode sair na rua por medo. O que é isso? Em pleno século XXI, é triste. Não é normal isso", disse Andressa ao programa Encontro , da TV Globo .

A mulher disse estar bem, apesar de ter ficado com alguns ralados da queda. O caso é investigado como importunação sexual e lesão corporal, segundo a Polícia Civil.

Além disso, a vítima prestou depoimento à polícia e fará exame de corpo de delito devido às lesões. "Alguém tem que parar esses agressores, esses abusadores, eles têm que entender que eles vieram de uma mulher, eles têm que respeitar. Já passou dos limites, é uma situação degradante para qualquer uma. Eu sei que hoje em dia muita mulher sofre e nem fala. E se não tivesse uma câmera para filmar, como é que eu ia provar o que aconteceu? Eu nem ia saber que o cara passou a mão em mim", disse a vítima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE