RADIO WEB JUAZEIRO : Alguns perderam tudo: 10 famosos que acabaram no Retiro dos Artistas
segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Alguns perderam tudo: 10 famosos que acabaram no Retiro dos Artistas

Fundado em 1918, o Retiro dos Artistas, também conhecido como Casa dos Artistas, é uma instituição que acolhe famosos idosos que passam por dificuldades financeiras e emocionais, são abandonados pela família ou não têm onde morar.

Muitos nomes conhecidos do público moram ou já passaram pelo local, que fica em Pechincha, na Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ).

Cláudio Corrêa e Castro


Um dos maiores nomes da história da teledramaturgia brasileira, Cláudio Corrêa e Castro passou por momentos difíceis no fim da vida. Em 2003, o ator, então com 75 anos, havia acabado de passar por um episódio muito traumático: a separação da então esposa Miriam, com quem viveu 20 anos e teve dois filhos. Entre outras coisas, ele precisou deixar sua luxuosa casa no bairro de São Francisco, em Niterói (RJ).

Doente e sem dinheiro, não teve escolha: foi morar no Retiro dos Artistas. “Tinha problemas pessoais graves e não tinha para onde ir. Precisava estar num lugar como o Retiro, onde eu não gastasse nada e cuidassem de mim”, declarou à imprensa, na época.

Cláudio confirmou que atravessa sérios problemas financeiros. “Sou péssimo administrador. Ganhei muito bem, mas não soube controlar meu dinheiro. Comprava tudo sem pensar. Nunca soube dizer não. As dívidas são as únicas coisas que me atormentam”, completou.CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Berto Filho


Famoso apresentador de programas como Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico, da Globo, além de ter passado por outros canais, Berto Filho terminou sua vida sendo acolhido no Retiro dos Artistas.

Berto deixou a Globo em 2008; antes disso, processou a RedeTV! pela falta de pagamento referente aos meses que trabalhou na transição entre a Manchete e a nova emissora. O jornalista morreu em 12 de março de 2016, aos 75 anos, em decorrência de um câncer na garganta que se espalhou pelo cérebro.
Telmo de Avelar


Famoso por ter sido o dublador de diversos personagens da Disney no Brasil, tendo sido o primeiro a dublar o Pateta, Telmo participou de diversas novelas da Globo, como Irmãos Coragem, Nina e Pai Herói, além de séries e programas. O profissional, que passou seus últimos tempos no Retiro dos Artistas, morreu em 9 de janeiro de 2017, aos 93 anos.CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Edyr de Castro


Integrante do grupo As Frenéticas, a cantora e atriz Edyr de Castro foi morar no Retiro dos Artistas em 2011, após descobrir que sofria do mal de Alzheimer. Ela, que atuou em novelas como Roque Santeiro, Cabocla e Sinhá Moça, entre outras, morreu em 15 de janeiro de 2019, aos 72 anos, por falência múltipla dos órgãos.
Sérgio Noronha


Famoso cronista esportivo, com passagens por canais como Globo e Band, Sérgio Noronha passou seus últimos anos de vida no Retiro dos Artistas. Com dificuldades financeiras e sofrendo do Mal de Alzheimer, Noronha foi levado ao local pelo amigo e ex-companheiro de trabalho Arnaldo César Coelho, que pediu ajuda pessoalmente ao presidente da instituição, Stepan Nercessian.

“Eu contratei um pedreiro. Fiz uma casa nova para ele. Ar condicionado, geladeira, não sei o quê… Botei tudo e pago 1500 pratas por mês”, explicou Arnaldo ao UOL. O jornalista morreu em 24 de janeiro de 2020, aos 87 anos.CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Armando Garcia


Com grandes passagens no teatro, Armando Garcia também esteve em novelas como Carinhoso e Estúpido Cupido. Mas a paixão mesmo dele eram os palcos.

“Não gosto muito de televisão, eu gosto é de teatro! Me chama pra teatro que eu vou, nem que não tenha texto”, declarou. O ator, que foi morar no Retiro em setembro de 2013, conseguiu vaga no local por intermédio da amiga Rosamaria Murtinho.
Paulo César Pereio


Veterano ator, locutor e narrador, Paulo César Pereio, atualmente com 81 anos, vive desde março de 2020 no Retiro dos Artistas. Em entrevista ao jornal Extra, o profissional disse a ida para o abrigo foi somente uma maneira “de se salvar” em virtude da pandemia do novo coronavírus.

“Estou aqui desde o começo da pandemia, dessa crise do coronavírus. Achei que vir para cá seria uma maneira de me salvar. Vim para sobreviver. Eu moro em São Paulo, tenho meu apartamento lá. Não teve outro jeito. Mas estou bem de saúde”, contou. “Nunca na minha vida trabalhei por dinheiro. Trabalhei bastante e nunca fiquei nem estou na penúria. O fato de eu estar aqui pode dar a ideia de que o cara está retirado, mas não estou. Ando aqui com uma tranquilidade absoluta, o que eu não poderia fazer na rua. Aqui tenho comida, sou bem cuidado e estou protegido”, completou.CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rui Rezende


Lembrado eternamente pelo papel de Professor Astromar, o Lobisomem de Roque Santeiro, Rui Rezende voltará à tela da Globo na próxima novela das nove, Um Lugar ao Sol. Atualmente com 83 anos, o ator voltou à mídia em 2019, ao se mudar para o Retiro dos Artistas, para, segundo ele, ficar mais próximo dos amigos. “Quero ser feliz”, declarou em vídeo postado nas redes sociais.
Maria Lúcia Dahl


Uma das atuais moradoras do Retiro dos Artistas é a atriz Maria Lúcia Dahl, que está com 80 anos. Ela esteve em diversas novelas, como O Espigão, Gabriela, Espelho Mágico, Dancin’ Days, Bambolê, Olho por Olho e Salsa e Merengue. Seu último trabalho na televisão, até o momento, foi em Aquele Beijo (2011).CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Leny Andrade


Considerada por muitos a maior cantora de jazz brasileiro, Leny se dividiu entre o Brasil e os Estados Unidos por muito tempo. Em 2007, ela ganhou o Grammy Latino de Melhor Álbum MPB ao Vivo, ao lado de César Camargo Mariano. Antes de ir para o Retiro, ela morava sozinha num apartamento alugado em Botafogo, pois não teve filhos e seus familiares mais próximos já morreram.

“Há ainda quem imagine que o Retiro dos Artistas seja um simples asilo, que acolhe pessoas da classe artística, de idade avançada ou com limitações físicas. Eu prefiro chamar de condomínio dos artistas, pois quem vai residir ali ocupa uma das 60 casas existentes. A de Leny tem sala, dois quartos, varanda e quintal. Além disso, recebe um tratamento digno, que inclui cinco refeições diárias, cuidados de médicos e fisioterapeutas e recreação”, destacou sua produtora, Eliana Peranzetta, ao Correio Brasiliense, em 2019.

Quem quiser ajudar o Retiro dos Artistas pode fazer doações através do PIX ou depósito bancário; a instituição também recebe roupas, alimentos, móveis, eletrodomésticos e aceita parcerias e trabalho voluntário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE