RADIO WEB JUAZEIRO : Após 2 meses preso, em Juazeiro, Justiça determina liberação do metalúrgico Reginaldo Vidal, acusado de um crime que não cometeu; entenda o caso
sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Após 2 meses preso, em Juazeiro, Justiça determina liberação do metalúrgico Reginaldo Vidal, acusado de um crime que não cometeu; entenda o caso


Yonara Santos/Preto no Branco 

Há quase dois meses preso, por um crime que não cometeu, o metalúrgico Reginaldo Vidal Nascimento, 47 anos, finalmente sairá do prisão. Nesta quinta-feira (14), o Juiz Paulo Henrique Santos Santana, de Ribeira do Pombal decidiu pela liberação do trabalhador.

Reginaldo foi liberado do Conjunto Penal de Juazeiro no início da noite de hoje (14). Ele estava preso desde o dia 16 de agosto, após uma moto que vendeu em 2019, ter sido usada em uma ação criminosa neste ano.

Como a documentação do veículo ainda estava no nome de Reginaldo, ele foi acusado de ter participado, juntamente com dois comparsas, da tentativa de Furto Qualificado de pertences do Fórum Dr. Oliveira Brito, no Município de Ribeira do Pombal, no dia 20 de fevereiro deste ano. De acordo com a defesa de Regional, as acusações nos autos se baseiam em fotos extraídas das filmagens, imagens captadas pelo circuito de câmeras do próprio Fórum, e na Placa da motocicleta vendida pelo acusado.

O PNB teve acesso as imagens e fotos que constam no Inquérito Policial, onde se pode notar a diferença entre as características dos suspeitos, que aparentam pouca idade, e a de Reginaldo, 47 anos, calvo, “característica fácil de se provar”, argumentou a defesa que ainda ressaltou “não podemos olvidar que é notória a possibilidade da motocicleta utilizada na ação delituosa, ter as suas placas de identificação clonadas, haja vista que essa prática é cada vez mais frequente no Brasil”.

A defesa de Reginaldo apresentou pedidos de revogação da prisão, liberdade provisória e até uma resposta à acusação, argumentando a inocência dele. No último dia 2 de setembro o Ministério Público, através do Promotor de Justiça Alan Cedraz Carneiro Santiago, se manifestou favorável à revogação da prisão preventiva.

A família de Reginaldo informou que ele jamais esteve em Tucano ou em Ribeira do Pombal, e que no período dos crimes o metalúrgico estava em Juazeiro. Ele é pai de 4 filhos, trabalha há mais de 15 anos em uma empresa de fabricação de portas da cidade, tem residência fixa, e faz parte de um grupo de ciclistas da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE