RADIO WEB JUAZEIRO : Rui reitera posicionamento sobre Carnaval: “Não colocarei a população baiana em risco ”
sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Rui reitera posicionamento sobre Carnaval: “Não colocarei a população baiana em risco ”

Rui Costa reclamou de quem não tomou a dose de reforço da vacina contra a covid-19 I Foto: Camila Souza | GOV BA

Em declaração dada na manhã desta quinta-feira, 18, durante a inauguração do Polo da Beleza do Grupo Boticário, em Camaçari, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), reiterou o posicionamento de suas últimas declarações sobre a realização ou não do Carnaval em 2022.

“O vírus tem nos ensinado a ter mais amor ao próximo. Infelizmente, muitas pessoas ainda não entenderam a mensagem de respeito à vida humana, mesmo depois de tanto tempo de pandemia”, disse o governador.

Rui Costa defendeu seu posicionamento com um dado da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), que aponta que 700 mil pessoas na Bahia que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 não voltaram a um posto de saúde para cumprir o prazo da dose de reforço. “O coronavírus tem mostrado à humanidade que precisamos ter mais humildade e acreditar na ciência”.

O governador, que já havia dito em Ilhéus, na terça-feira, 16, que não quer imaginar que mortes aconteçam por sua causa, alegou que há 2.500 casos ativos de covid-19 no estado. “O carnaval não pode estar acima da vida das pessoas”. Com o último decreto assinado por Rui Costa, na semana passada, ficou autorizado no estado o aumento da capacidade dos eventos para 3 mil pessoas, ampliação da ocupação nos estádios baianos para 70% da capacidade e a liberação do consumo de bebida alcoólica durante as partidas de futebol.

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), que chegou a cogitar o adiamento do carnaval de 2022, voltou atrás e descartou a possibilidade de tomar decisões enquanto não se reunir com o governador. Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 18, durante o lançamento do programa Mãe Salvador, no Palácio Thomé de Souza, Reis disse que será uma exigência para um eventual carnaval o comprovante da terceira dose e que não haverá evento-teste para realizar a folia momesca, pois “o Barradão e a Fonte Nova já fizeram”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE