RADIO WEB JUAZEIRO : Vídeo mostra início da briga entre duas vereadoras do Partido Novo em SP
sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Vídeo mostra início da briga entre duas vereadoras do Partido Novo em SP

Conflito teria sido provocado por conta do tempo de fala ao microfone durante votação da Reforma da Previdência. Ambas divulgaram fotos com marcas de agressão no corpo e o partido Novo suspendeu as parlamentares.

Por Rodrigo Rodrigues e Vivian Reis, g1 SP — São Paulo


Câmeras da Câmara Municipal de São Paulo registraram o início da briga entre a vereadora Cris Monteiro (Novo) e Janaína Lima (Novo) na noite desta quarta-feira (10). Ambas registraram boletim de ocorrência por agressão. A legenda suspendeu as vereadoras.

Pelas imagens é possível acompanhar um desentendimento atrás da Mesa Diretora da Casa. Depois, as vereadoras descem a escada, com Cris Monteiro colocando a mão sobre o ombro de Janaína, que tenta se desvencilhar. Já no plenário, Cris tenta segurar Janaína contra a parede, e ela tenta se desvencilhar de novo. Elas vão em direção à saída do plenário e saem pela porta de vidro.

Depois, Cris afirma que foi empurrada contra a parede do banheiro da Câmara e agarrada pelo pescoço, até cair no chão. Ela divulgou fotos com os machucados no pescoço.

A briga ocorreu durante a votação da Reforma da Previdência municipal na noite desta quarta (10), ainda no plenário. O conflito teria sido provocado por conta do tempo de fala ao microfone que cada uma teria, segundo informou Janaína.

Vereadora Cris Monteiro (Novo) divulgou em suas redes sociais os ferimentos que sofreu durante a briga com a colega de partido. — Foto: Reprodução

Ela nega ter agarrado a colega pelo pescoço e diz que "só tentou se defender das agressões sofridas".

As vereadoras Cris Monteiro e Janaína Lima, do Partido Novo, que se agrediram no banheiro da Câmara Municipal de São Paulo na noite de quarta-feira (10). — Foto: Montagem/g1

De acordo com o gabinete de Cris Monteiro, durante uma discussão entre as parlamentares no plenário, ambas entraram no banheiro e, dentro do espaço, durante acalorada discussão, Monteiro afirma ter sido esganada.

A parlamentar mostrou fotos em que está com marcas roxas evidentes no pescoço. Disse ainda que machucou o joelho na queda e teve escoriações. A vereadora também afirmou que tem alopecia e teve sua peruca arrancada e pisoteada por Janaina durante a briga.

A porta do banheiro precisou ser arrombada e Cris Monteiro afirma que foi socorrida por uma GCM e uma assessora parlamentar, registrando boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia da Sé, no Centro da capital paulista.

“O motivo da discussão que culminou em agressão foi um desentendimento sobre o tempo de fala sobre a reforma da Previdência municipal, projeto que estava em votação ontem em plenário”, afirmou em nota Cris Monteiro.

“Ela avançou no meu pescoço, começou a apertar, eu fiquei muito assustada, estávamos a sós no banheiro. Ela arrancou a minha peruca, tanto que estou com a cabeça toda arranhada, pisou na minha peruca. Quando eu caí no chão, fez um barulho estrondoso por causa de uma lata de lixo de inox, nisso as pessoas entraram no banheiro”, afirmou Cris Monteiro em entrevista ao SP2

“A Procuradoria da Câmara abriu procedimento de investigação interna para apurar o episódio. Cris foi socorrida por uma GCM e uma assessora parlamentar. (...) Janaína saiu do banheiro e, em seguida, fez um discurso de meia hora no púlpito do plenário, sem prestar atendimento a Cris Monteiro”, completou.


O que diz Janaína Lima

A vereadora Janaína Lima afirmou, por meio da assessoria de imprensa, que é falsa a tentativa de esganadura. Segundo ela, a confusão entre as duas parlamentares do Partido Novo começou ainda no plenário, quando Cris Monteiro não quis aceitar o acordo da bancada que dava a ela 15 minutos de discurso.

Lima afirmou que, ainda em plenário, foi empurrada pela colega nas escadas e que, no banheiro da Câmara, a situação ficou insustentável e ela só tentou se defender das agressões sofridas pela companheira de partido, agindo totalmente em legítima defesa.

Nas redes sociais, Janaína também mostrou as marcas da agressão que sofreu da colega.
Marcas da agressão que a vereadora Janaína Lima (Novo) diz ter sofrido da vereadora Cris Monteiro, do mesmo partido. 
 Foto: Divulgação

Janaína Lima também registrou um boletim de ocorrência contra a colega de bancada e já pediu que a Câmara Municipal apure o caso.

No boletim de ocorrência, a vereadora alega que foi agarrada pelos braços e empurrada no banheiro, ficando com os braços presos na parede, o que causou lesões aparentes na parte inferior.

"Após a fala dos relatores ela seria a primeira a falar, então, realmente, foi um ato de infantilidade. Nesse momento ela tenta justificar seu ato pronunciando calúnias ao meu respeito. Todo o meu ato foi de legítima defesa, tenho vídeo, tenho provas, vim na Justiça, fiz um boletim de ocorrência, corpo de delito e estou com a verdade", disse Janaína Lima em entrevista ao SP2.

A vereadora declarou ainda que pretende levar o episódio à Justiça e vai pedir que o Partido Novo em São Paulo tome providências internas sobre o ocorrido.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE