RADIO WEB JUAZEIRO : Biografia revela detalhes do acidente que fez Roberto Carlos perder a perna
quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Biografia revela detalhes do acidente que fez Roberto Carlos perder a perna

Fernanda Cataldi
Roberto Carlos perdeu parte da perna aos seis anos de idade (Foto: Reprodução)

Roberto Carlos sempre evitou falar sobre o acidente que sofreu e perdeu parte da perna direita aos seis anos de idade. No entanto o assunto foi abordado com detalhes em seu livro biográfico escrito por Paulo Cesar de Araújo.

De acordo com informações do Splash, ele detalhou que tudo aconteceu no dia 29 de junho de 1947, na cidade natal do cantor, Cachoeiro de Itapemirim, interior do Espírito Santo. O acidente aconteceu em pleno dia de São Pedro, e Roberto Carlos chamou a amiga Eunice Solino, a Fifinha, para ver as celebrações.

A amiga de Roberto Carlos recorda que, por volta das 9h30, uma professora olhou os dois perto demais de uma linha de uma locomotiva a vapor e tentou chamar a atenção das crianças. No entanto, ela acabou assustando o cantor que tropeçou. Eunice Solino contou que a professora até tentou gritar para o maquinista parar o trem, mas já era tarde. O trem passou sobre a canela direita do menino.

“Me lembro da professora na frente do trem, gritando para o maquinista parar. Mais um pouco e ela também podia ter sido atropelada, porque se desesperou, coitada. Guardo até hoje essa imagem comigo”, declarou a amiga de Roberto Carlos.

Segundo o livro, uma multidão se aproximou para ajudar o menino. Um jovem chamado Renato Spíndola e Castro fez um torniquete com seu paletó de linho e levou o rei ao hospital em seu carro. Roberto Carlos foi atendido pelo médico Romildo Gonçalves, que, em entrevista ao jornalista Ivan Finotti, disse que o menino não parecia ter percebido a gravidade do acidente e afirmou: “Doutor, cuidado para não sujar muito o meu sapato porque é novo”. Ele não sentia dor, pois o trem havia destruído os nervos que davam sensibilidade à região.

O médico utilizou uma técnica nova para a época: uma amputação um pouco abaixo do joelho. Um trecho da canção O Divã de Roberto Carlos diz: “Relembro bem a festa, o apito/E na multidão um grito/O sangue no linho branco”. Já na música Traumas, Roberto canta: “Falou dos anjos que eu conheci/No delírio da febre que ardia/Do meu pequeno corpo que sofria/Sem nada entender”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE