RADIO WEB JUAZEIRO : Homem negro acusado de furto na Zara pede indenização de R$ 1 mi: ‘Senti medo’
quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Homem negro acusado de furto na Zara pede indenização de R$ 1 mi: ‘Senti medo’

O homem negro que foi constrangido, no último dia 28 de dezembro, e acusado de ter furtado uma mochila na loja Zara do Shopping da Bahia, em Salvador, vai pedir uma indenização de R$ 1 milhão em processo movido contra a loja e contra o centro de compras. As informações são do UOL e do g1.
© Reprodução/Redes Sociais Reprodução/Redes Sociais

Luiz Fernandes Júnior, de 28 anos, natural de Guiné Bissau, comprou uma mochila no valor de R$ 329, saiu da loja para sacar o dinheiro em um caixa eletrônico para realizar o pagamento e voltou até o local.

Após ter realizado a compra, ele ainda deixou R$ 1 de troco no caixa, pois não queria perder o ônibus que saía da rodoviária próxima ao shopping. Ao sair, apressado, percebeu que estava sendo seguido quando entrou no banheiro, onde foi abordado por um segurança, que lhe tomou a mochila e o obrigou a voltar até a loja, acusando-o de tê-la furtado.

“Eu dizia que tinha como provar que paguei pela mochila, mas ele não queria saber. Disse que eu tinha roubado e foi ficando com o tom de voz cada vez mais agressivo. Senti que ele podia atirar em mim ali mesmo, dentro do banheiro, e depois justificar que eu tentei atacá-lo. Senti medo de morrer”, disse Fernandes Júnior ao UOL.

Estudante de pós-graduação, ele registrou uma ocorrência em uma delegacia de Salvador e contratou o advogado Thiago Thobias, de São Paulo, ligado à Educafro, entidade que promove o acesso de jovens negros ao ensino superior gratuito.

De acordo com o advogado, será pedida uma indenização de R$ 1 milhão para seu cliente e também para ações afirmativas educativas. “Se tivermos que educar pelo bolso, vamos educar pelo bolso”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE