RADIO WEB JUAZEIRO
sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022
Prefeitura enfatiza que Sistema Municipal de Trânsito da cidade vai estar atento para autuar infratores

Prefeitura alega que "acidentes com motocicletas são responsáveis pelo maior número de atendimentos nos prontos-socorros" - Foto: Reprodução

A Prefeitura de Vitória da Conquista segue negando a liberação do serviço mototáxi na cidade. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), foi comunicada, que ”o serviço de mototaxista não vai ser permitido na cidade”.

Em um comunicado, a prefeitura admitiu a existência de estudo apresentado para avaliar a possibilidade de regulamentação do serviço de motofrete.

Recentemente, a empresa de transporte por aplicativo Uber anunciou o serviço de transporte de passageiros por motocicletas na cidade e em outros 36 municípios.


A Prefeitura de Vitória da Conquista afirma que, além de providenciar medidas via Procuradoria-Geral do Município, o órgão fiscalizador, no caso o Simtrans, ”vai agir no sentido de valer a proibição” e diz ainda: ”quem for pego atuando com esse tipo de transporte poderá ser punido com multa e outras penalidades previstas na lei”.

Desde que o serviço surgiu no Brasil, o município de Conquista segue irredutível e. argumenta que "acidentes com motocicletas são responsáveis pelo maior número de atendimentos nos prontos-socorros do Brasil e pela ocupação majoritária dos leitos hospitalares mesmo em localidades que não liberaram o serviço".

Na publicação oficial, a Prefeitura enfatiza que o Sistema Municipal de Trânsito de Vitória da Conquista (Simtrans) vai estar atento para coibir e autuar os infratores, de acordo como previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e na Lei 12.009/2009 da Casa Civil, que regulamenta o exercício das atividades profissionais (mototaxistas) em transporte de passageiros.

Nas cidades onde o mototáxi é permitido, existem relatos de que a maioria opta pelo serviço pela falta de oferta de emprego e alternativas.

A TARDE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE