RADIO WEB JUAZEIRO : Homem que se apaixonou pela irmã e teve quatro filhos com ela quer legalizar incesto
quarta-feira, 4 de maio de 2022

Homem que se apaixonou pela irmã e teve quatro filhos com ela quer legalizar incesto

Foto: Reprodução/Youtube

Patrick Stuebing e Susan Karolewski se conheceram quando ele tinha cerca de 22 anos e ela 15 anos e se apaixonaram um pelo outro. Hoje, Patrick com 44 anos e Susan com 37, o casal tem quatro filhos e um detalhe “peculiar” na relação: eles são irmãos.

De acordo com o jornal Daily Mail, os irmãos se conheceram quando Patrick , que tinha sido adotado por outra família ainda na infância, resolveu retornar para casa da família biológica e dividiu o quarto com a irmã.

Seis meses depois, a mãe deles morreu e, no mesmo ano, um dos irmãos deles também. “A confiança se transformou em um tipo diferente de amor quando nossa mãe morreu, seis meses depois”, disse Susan sobre Patrick.

Patrick acredita que ter se tornado chefe da família auxiliou na aproximação deles.

“Nós nem sabíamos que estávamos fazendo algo errado quando começamos a dormir juntos. Não pensamos em usar camisinha. Não sabíamos que era ilegal dormir juntos. Nossa mãe não teria aprovado, mas os únicos que devem nos julgar agora somos nós mesmos”, disse.

Com 16 anos, Susan deu à luz o primeiro filho deles, Erik. Agora, com 20 anos, ele mal consegue falar ou andar direito, porque tem deficiências físicas e mentais severas. A segunda filha, Sarah, que tem 19, nasceu em 2003, também com deficiências parecidas. Das relações entre os irmãos, nasceram ainda Nancy, 17 anos, e Sophia, 16, que parecem não ter deficiências.

“Isso não tem necessariamente a ver com o fato de sermos irmãos. Há outras pessoas com deficiência em nossa família. Tínhamos seis irmãos e irmãs que não sobreviveram em alguns casos porque eram deficientes”, acredita Patrick.

Em 2002, o casal foi julgado por incesto e Patrick recebeu pena de um ano. Susan precisou cumprir reclusão e reeducação para jovens. Ao serem liberados, eles se encontraram de novo e tiveram as duas filhas caçulas. Em 2005, Patrick foi preso novamente.

“Nós não nos conhecemos na infância. Nos apaixonamos quando adultos e nosso amor é real. Não há nada que possamos fazer sobre isso. Nós dois estávamos atraídos um pelo outro e então a natureza tomou conta de nós. Foi tão simples. O que mais poderíamos fazer?”, declarou Susan.

Em 2012, eles solicitaram que o relacionamento entre eles deixasse de ser contra a lei para o Tribunal de Direitos Humanos da Alemanha. A requisição, no entanto, foi negada.

De acordo com o Daily Mail, os dois continuam morando juntos, no leste da Alemanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE