RADIO WEB JUAZEIRO
quinta-feira, 4 de março de 2021

MENSAGEM DA PREFEITA SUZANA RAMOS (JUAZEIRO-BA)


ÁRVORE CAI EM CIMA DE VEÍCULO NA PRAÇA DO JACARÉ



 Mais detalhes dentro de instantes


Governo Bolsonaro compra todo o estoque das vacinas Pfizer e Johnson & Johnson disponíveis no mercado

Terra Brasil Notícias


O Ministério da Saúde decidiu comprar “todas as vacinas disponíveis” dos laboratórios Pfizer/BioNTech e Janssen-Cilag, braço farmacêutico do grupo Johnson & Johnson, informou a pasta à CNN nesta quarta-feira (3).

O governo informa que a ordem para dar prosseguimento para a compra foi feita pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O Ministério da Saúde não informa quantidade exata de doses, afirmando que isto dependerá dos estoques disponíveis.

“Número de doses vai depender de quanto as farmacêuticas poderão disponibilizar. Mas intenção é comprar todas as doses disponíveis”, afirmou fonte próxima ao ministro à CNN.

A vacina da Pfizer com a BioNTech é a única até o momento a ser aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para registro definitivo no país. As vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca possuem a autorização de uso emergencial, que é temporária e restrita a grupos prioritários.

Maquinista arrisca a própria vida para salvar lince que havia congelado nos trilhos

POR GABRIELA GLETTE


Com as temperaturas baixíssimas do inverno, no Canadá, um lince chegou a congelar e a ficar preso nos trilhos do trem da província da Columbia Britânica. Correndo o risco de ser atropelado, tirou a sorte grande: o condutor Cobi Reid estava fazendo uma inspeção de rotina, quando percebeu o animal preso e arriscou sua própria vida para salvá-lo.

Segundo funcionários da companhia Sheppard Railway, que ajudaram Cobi a socorrer o gato selvagem, ele provavelmente tinha acabado de caçar um pato em um rio próximo, mas como as temperaturas estavam abaixo de zero e ele estava molhado, o lince acabou congelando junto aos trilhos do trem.
Foto: Cobi Reid

Animais selvagens costumam comer suas presas nos trilhos do trem, pois acreditam que lá estarão seguros contra possíveis predadores. No entanto, o condutor começou a desconfiar de que alguma coisa estava errada, quando se deu conta de que o lince não se movia conforme ele se aproximava.

Linces são felinos que podem pesar até 30 quilos, extremamente rápidos e ferozes. Este, de acordo com Cobi, estava assustado, então reagia agressivamente, afinal de contas, achava que os humanos estavam lá para machucá-lo. Quando percebeu que jamais conseguiria sozinho, o condutor pediu ajuda a outros funcionários, até que um deles chegou com um balde de água quente, que aos poucos foi derretendo o gelo.
Foto: Cobi Reid

Com o gato feliz em liberdade, Cobi compartilhou uma imagem deste momento e centenas de pessoas aplaudiram sua nobre ação. Não demorou muito para que seus próprios chefes publicassem uma mensagem de agradecimento. “Temos uma grande equipe e não é surpreendente ouvir que nossos tripulantes estendem sua atenção e preocupação além de nossas operações ferroviárias para ajudar animais selvagens em perigo”, afirmaram.

De fato, ainda bem que Cobi estava no lugar e na hora certa, porque alguns minutos depois do resgate um trem em alta velocidade passou por estes mesmos trilhos. É que simplesmente não era pra ser! Ainda bem! 

Foto: Cobi Reid

Fotos: Nation

Ibotirama: Jumento atingido por avião com vacina não resiste aos ferimentos e morre

Foto: Reprodução / Portal FM Ibotirama

O jumento atingido pela aeronave da Casa Militar da Bahia na pista de pouso de Ibotirama, na região do Velho Chico, Oeste baiano, não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo o Correio, o animal sofreu cortes profundos em uma das patas traseiras, o que ocasionou perda significativa de sangue. O acidente ocorreu na manhã desta quarta-feira (3) quando o avião que trazia vacinas contra a Covid-19 pousava no aeródromo da cidade.

A tripulação da aeronave não sofreu ferimentos, e as vacinas não foram prejudicadas. Em post nas redes sociais, o prefeito de Ibotirama, Laercio Santana (PSB), disse que por pouco não ocorria uma tragédia. Ele pediu que as pessoas não deixassem animais soltos na área como forma de evitar novos contratempos, já que a pista de pouso será importante para receber novas vacinas que venham para o município.

Lote com 8 mil litros de matéria-prima para produção da Coronavac chega ao Brasil

Foto: Reprodução/TV Globo

Um lote com 8 mil litros de insumo da vacina CoronaVac chegou a São Paulo na manhã desta quinta-feira (4). Segundo o Instituto Butantan, com o material, será possível produzir 14 milhões de doses do imunizante e começar a entrega ao governo federal em três semanas.

A matéria-prima veio de Pequim (China) em um voo comercial e desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, por volta das 6h10.

Agora, a carga será levada para o Instituto Butantan, que é responsável pela etapa final de produção da vacina no Brasil: envase, inspeção e rotulagem.

VÍDEO: Cliente reage a assalto em mercado e operadora de caixa é morta em troca de tiros no bairro de Valéria, em Salvador

Crime aconteceu na noite de quarta-feira (3). Homem entra para assaltar estabelecimento e um dos clientes saca uma arma e reage ao assalto. Vítima foi baleada nessa troca de tiros.

Por TV Bahia


Inpe divulga primeiras imagens feitas pelo satélite Amazonia 1

Agência Brasil

Lançamento foi resultado de uma parceria entre o Brasil e a Índia 
 Foto: Divulgação | Inpe

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou nesta quarta-feira (3) as primeiras imagens feitas pelo satélite Amazonia 1, lançado na madrugada de dia 28 de fevereiro do Centro Espacial Satish Dhawan, na cidade de Sriharikota, na província de Andhra Pradesh, na Índia.

O satélite brasileiro Amazonia 1 marcou dois avanços tecnológicos do país: o domínio completo do ciclo de desenvolvimento de um satélite - conhecimento dominado por apenas vinte países no mundo - e a validação de voo da Plataforma Multimissão (PMM), que funciona como um sistema adaptável modular que pode ser configurado de diversas maneiras para cumprir diferentes objetivos.

O Amazonia 1 foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) - órgãos ligados ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. O lançamento foi resultado de uma parceria entre o Brasil e a Índia.

Coronavírus: “Situação está à beira do colapso”, afirma prefeito de Petrolina (PE) Miguel Coelho e faz apelo a população


Nas redes sociais, o prefeito Miguel Coelho Coelho comentou sobre a situação alarmante da taxa de ocupação de leitos de UTI em Petrolina (PE), que chegou a 95%

“Para nós enquanto administração municipal, os profissionais que estão na linha de frente e cada cidadão que entendeu desde o início a gravidade da pandemia, a Covid-19 nunca foi uma brincadeira. Mas, agora, para todos nós, sem exceção, entendendo ou recusando aceitar a realidade, a situação está à beira do colapso”, alertou.

O prefeito disse ainda que por mais que se ampliou a oferta de leitos desde o ano passado, “é definitivamente impossível abrir leitos suficientes para milhares de pessoas que se recusam a usar máscaras, evitar aglomerações, manter o distanciamento e higienizar as mãos, colocando em risco as próprias vidas, a vida dos outros e o sistema de saúde como um todo”.

“10, 20, 100 novas UTIs não serão suficientes para suprir a falta de consciência que vemos em muitas pessoas. Estamos há um ano fazendo de tudo para evitar que este pior aconteça, que faltem leitos para quem precisa, que mais famílias sintam a dor de perder um ente querido, que Petrolina sinta na carne o desespero que já vimos em outras cidades do país. A nossa hora de agir é agora. A nossa vida é o bem mais precioso que temos, e uma vez perdido, não dá para recuperar. Cuidem de si, cuidem dos outros, pensem nos outros. Só unidos vamos conseguir superar essa pandemia, e se isso não acontecer a partir de agora, amanhã, sem dúvida alguma, será muito tarde para a gente lutar”, concluiu.

Hospital Regional de Juazeiro (BA) atinge 100% de ocupação dos leitos de UTI da covid-19

por Edenevaldo Alves

A ocupação de leitos no Hospital Regional de Juazeiro (BA) atingiu a taxa de 100% para pacientes com a Covid-19.

O Núcleo interno de regulação da unidade informou à Central de Regulação Interestadual de Leitos (CRIL) da rede PEBA sobre a impossibilidade de recepcionar pacientes críticos da Covid-19 na no hospital

A informação foi divulgada em um comunicado externo da gestão da unidade, alertando sobre o limite alcançado da superlotação.

Senado aprova texto-base da PEC que libera até R$ 44 bilhões para novo auxílio emergencial

O texto seguirá para a Câmara, onde também precisa passar por dois turnos e com apoio de 60% dos parlamentares

Por Folhapress

Senado - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Apesar de desidratar medidas fiscais da equipe econômica, o Senado aprovou por 62 votos a 16 em primeiro turno nesta quarta-feira (3) a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Emergencial com um teto, de R$ 44 bilhões, para os gastos com a nova rodada do auxílio emergencial neste ano.

O plenário da Casa ainda irá analisar os destaques –sugestões de mudanças que podem inclusive desfazer parte do texto principal. A previsão é que a PEC seja apreciada em segundo turno ainda nesta quarta-feira. Depois, seguirá para a Câmara, onde também precisa passar por dois turnos e com apoio de 60% dos parlamentares.

A ideia de travar o custo da renovação do auxílio emergencial foi defendida pelo líder do governo, Fernando Bezerra (MDB-PE), em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo publicada nesta semana. Se aprovado, esse limite dependerá de outra PEC no futuro para ser elevado.

Técnicos do Ministério da Economia avaliam que, embora a versão final seja mais enxuta da considerada ideal para o ministro Paulo Guedes (Economia), o governo conseguiu aprovar, no mesmo texto, a liberação do auxílio junto com os gatilhos –medidas a serem acionadas, por um período determinado, em caso de crise nas contas públicas.

Guedes havia indicado a interlocutores que poderia deixar o governo, caso a PEC Emergencial não fosse aprovada pelo Congresso. Líderes do Senado queriam autorizar apenas a nova rodada do auxílio -sem a sinalização de compromisso com o ajuste fiscal no futuro. Interlocutores do governo então negociaram para evitar uma ampla derrota do ministro da Economia.

Aproveitando a disposição do Congresso para aprovar o auxílio, Guedes condicionou a nova rodada à PEC Emergencial, que estava parada no Senado desde o fim de 2019. A proposta era mais rígida no controle de gastos públicos, prevendo, por exemplo, o corte de jornada e de salários de servidores quando as contas públicas entrarem em situação de forte aperto.

Para conseguir apoio no Senado, o governo teve que ceder, mas manteve pontos considerados vitais para a equipe econômica. Os gatilhos agora são mais brandos, como barreira a concursos públicos, reajuste salarial do funcionalismo e à criação de despesas obrigatórias.

Na Câmara dos Deputados, o presidente Arthur Lira (PP-AL) já indicou que a proposta vai direto a plenário, sem passar por comissões, para acelerar a tramitação e a consequente liberação do auxílio emergencial.

A PEC, como defende Guedes, prevê um protocolo a ser acionado em caso de calamidade pública. No ano passado, por causa da crise da Covid-19, foi decretado estado de calamidade, por exemplo.

No protocolo previsto, serão acionados os gatilhos durante o período de calamidade, ou seja, medidas que visam barrar o aumento de gastos com funcionalismo, como criação de cargos e progressão nas carreiras, além de criação de benefícios tributários. Numa versão anterior, essas medidas, como vedação a reajustes salariais de servidores, valeriam por dois anos após o fim da calamidade, mas, para aprovar a PEC, a vigência dos gatilhos foi reduzida.

Na calamidade, estados e municípios poderão adotar essas medidas. Caso não acionem os gatilhos, não terão acesso a garantias da União ou a empréstimos.

Os gatilhos também podem ser acionados pela União, estados e municípios nas situações de aperto nas contas públicas: despesa obrigatória primária passar de 95% da despesa obrigatória total ou despesas correntes estiverem acima de 85% das receitas correntes.

A PEC autoriza o uso do saldo financeiro dos fundos públicos para compensar a dívida pública. A medida é uma forma de balancear o endividamento a ser realizado para pagar o novo auxílio emergencial e outras consequências da crise do coronavírus.

Durante a tramitação no Senado, provocou polêmica a inclusão no texto do relator Márcio Bittar (MDB-AC) de proposta que extinguia os mínimos constitucionais para saúde e educação. O dispositivo provocou pronta reação de senadores, governistas e oposição.

Bittar, parlamentar muito próximo a Paulo Guedes e que trabalha em sintonia com a equipe econômica, precisou recuar para evitar a derrubada da PEC Emergencial. Em uma sessão na semana passada, senadores ameaçaram aprovar requerimento determinando que a PEC fosse encaminhada para a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), o que atrasaria a tramitação em pelo menos duas semanas.

"Na semana passada, tivemos aqui uma discussão e foi retirada da pauta a questão da desvinculação. Não era um jabuti. Eu tenho o convencimento da matéria, mas teremos oportunidades de debater isso. E disse, logo em seguida, que entendia a derrota e tinha muita coisa ainda para ser salva nesse relatório", afirmou o relator, ao ler seu relatório, na terça-feira (2).

"Eu quero aqui mais uma vez reconhecer, como disse ontem, que, embora em alguns momentos me salta a vontade, o desejo de que as coisas aconteçam como eu gostaria, eu dobro a cabeça, dobro a cabeça, com resiliência e com respeito, porque as coisas não são exatamente como eu quero ou como ninguém quer, nem o presidente da República", afirmou no dia seguinte.

O governo e o relator também precisaram desidratar a PEC ainda mais para viabilizar a sua aprovação. Bittar também recuou no corte nos repasses do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) para o BNDES, atendendo a pedidos de diversos partidos, inclusive da base do governo.

A versão original da PEC, apresentada por Guedes, previa gatilhos mais duros a serem acionados temporariamente em caso de aperto nas contas públicas, como corte de jornada (e de salário) de servidores públicos em até 25% e redução de pelo menos 20% dos cargos de confiança.

O relatório final, por outro lado, manteve a desvinculação de receitas para atividades de administração tributária. Isso poderá enfraquecer o funcionamento e a autonomia dos órgãos de fiscalização tributária no âmbito da Receita Federal e dos demais entes federados, segundo auditores fiscais.

Após negociação com líderes, Bittar recuou em outro ponto e manteve na Constituição a possibilidade de a União intervir em um estado para reorganizar as finanças da unidade da federação.

A PEC também determina um prazo para que o governo apresente umplano para redução gradual dos benefícios tributários. No entanto, após negociação com partidos, esse corte não deverá afetar fundos de desenvolvimento regional, o Simples Nacional, a Zona Franca de Manaus, incentivos tributários a entidades sem fins lucrativos, redução de encargos sobre a cesta básica, o Prouni (Programa Universidade para Todos) e bolsas de estudo para estudantes de nível superior.

Com aval do Ministério da Economia, foi incluída na PEC um dispositivo que desobriga o governo a ajudar, por meio de um programa de financiamento, estados e municípios a pagarem precatórios (dívidas judiciais a empresas e pessoas físicas).

Representantes de prefeituras e governos estaduais tentaram derrubar essa medida no Congresso, pois argumentam que, sem o apoio financeiro da União, não conseguirão quitar esses débitos –que somam mais de R$ 100 bilhões– até 2024, prazo determinado na Constituição.

Em acordo com líderes, Bittar então decidiu estender o prazo para o fim de 2029, mas manteve o fim da obrigatoriedade de a União abrir uma linha de financiamento para esses entes.

Horas antes da votação, senadores sinalizavam uma mudança estrutural com potencial para comprometer a imagem de responsabilidade fiscal do governo Jair Bolsonaro. Senadores, mesmo líderes do governo no Congresso, sinalizavam apreço pela hipótese de se retirar do teto dos gastos os recursos destinados ao Bolsa Família.

A origem da proposta estava numa emenda do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que não previa a retirada dos gastos com o programa social do teto dos gastos e sim dos gatilhos previstos na PEC. No entanto, o mal entendido resultou em uma pressão para que o Bolsa Família fosse retirado do teto dos gastos.

Mesmo lideranças governistas se animaram com a possibilidade, que abriria margem para investimentos. No entanto, a ideia foi totalmente abandonada após uma reunião com o presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL), do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), o ministro Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), entre outras lideranças.

"Esta fala é para deixar bem claro que todas as especulações que rondaram ou sondaram o dia de hoje são infundadas", afirmou Lira, após o encontro.

"Tanto o Senado quanto a Câmara votarão as PECs sem nenhum risco ao teto de gastos, sem nenhuma excepcionalidade ao teto de gastos, para que fique claro que essas notícias sempre especulativas não contribuem para o clima de estabilidade, de previsibilidade do nosso país", completou.

Também houve iniciativas parlamentares, como um requerimento do Cidadania, para que a proposta fosse "fatiada". Isso significaria apenas votar uma proposta com a cláusula de calamidade, para permitir o pagamento do auxílio emergencial, mas deixando as medidas de ajuste fiscal para o futuro.

O ministro Eduardo Ramos havia descartado essa hipótese, ao deixar o Congresso, o que representaria a maior derrota do governo na tramitação da PEC. O requerimento acabou rejeitado pelos senadores, por 49 votos contra 25.

Um dos senadores que havia defendido o fatiamento, Major Olimpio (PSL-SP), participou da sessão a partir de um leito de hospital, com a voz demonstrando abatimento, por causa da Covid-19. Sua assessoria informou que o senador está bem, em fase de acompanhamento apenas por precaução.

*
PEC EMERGENCIAL
O que prevê a proposta?
- Permite nova rodada do auxílio emergencial em 2021, com custo de até R$ 44 bilhões;
- Novo auxílio fica fora do teto de gastos;
- Cria gatilhos a serem acionados temporariamente em caso de aperto nas contas públicas (despesa obrigatória primária passar de 95% da despesa obrigatória total);
- Gatilhos são, por exemplo, barreira a aumentos de gastos com servidores e à criação de despesas obrigatórias e de benefício tributário;
- Cria dispositivos para enfrentamento de novas calamidades públicas, como regras para contratação de pessoal;
- Em caso de calamidade pública, gatilhos de controle de despesa também são acionados;
- Prevê que uma lei complementar traga regras e medidas visando a sustentabilidade da dívida pública;
- Uso do saldo financeiro dos fundos públicos para abater a dívida pública;
- Determina um prazo para que o governo apresente um plano para redução gradual dos benefícios tributários;
- Acaba com a vinculação de receitas para atividades da Receita Federal;
- Limita a vinculação de receita para fundos públicos;
- Prorroga para 2029 o prazo para que estados e municípios paguem precatórios;
- Acaba com a obrigatoriedade para que União crie financiamento para ajudar no pagamento desses precatórios.

O que saiu da PEC?
- Fim do gasto mínimo para saúde e educação;
- Gatilhos mais rígidos, como corte de jornada -e de salário- de servidores públicos em até 25%, redução de pelo menos 20% dos cargos de confiança;
- Fim das transferências de recursos do FAT ao BNDES;
- Fim da obrigatoriedade de reajuste anual dos servidores;
- Limite à correção de valores das emendas parlamentares;
- Extinção de municípios pequenos;
- Criação do Conselho Fiscal da República;
- TCU (Tribunal de Contas da União) passa a ser instância superior aos tribunais de contas estaduais e municipais;
- Fim de vinculações de receita;
- Extinção dos fundos públicos;
- Necessidade de dotação orçamentária para o cumprimento de determinação judicial ou de lei que implique aumento de despesa.

Covid-19: Petrolina é a cidade que mais vacina no interior de Pernambuco

Por Didi Galvão


O município lidera o ranking entre as cidades do interior de Pernambuco com mais doses aplicadas da vacina contra o novo coronavírus. De acordo com o boletim divulgado nesta quarta-feira (3), já foram administradas 14.799 doses. Desse total, 11.145 pessoas receberam a primeira dose e 3.654, que tomaram a vacina do instituto Butantan, a CoronaVac, já receberam a segunda dose do imunizante, completando o esquema vacinal. Entre as cidades pernambucanas, Petrolina ocupa o terceiro lugar, ficando atrás, apenas, de Jaboatão dos Guararapes e Recife.

Todos os idosos que residem em instituições de longa permanência e seus cuidadores já tiveram o esquema vacinal completo. Idosos acima de 85 anos também já receberam a primeira dose da vacina. Os trabalhadores de saúde que se enquadram na fase vermelha, que atuam na linha de frente contra o coronavírus com alto risco de exposição, também já foram atendidos pelas equipes da Secretaria de Saúde.

Neste momento, estão sendo vacinados os trabalhadores de saúde que atuam em clínicas e ambulatórios e idosos acima de 80 anos. As outras fases serão iniciadas mediante o fornecimento de um novo repasse de doses pelo Ministério da Saúde. A população-alvo da campanha nacional de vacinação contra Covid-19 foi priorizada seguindo os critérios de exposição à infecção, além de considerar aqueles com maior risco para agravamento e óbito pela doença.

Você pode conferir a íntegra do Plano de Operacionalização para Vacinação contra a Covid-19, feito pela Secretaria Municipal de Saúde, no site petrolina.pe.gov.br. O plano propõe a condução de planejamento estratégico da vacinação com transparência em todo o município.

PGE: prefeitos que não cumprirem lockdown podem ser responsabilizados criminalmente

Foto: Manu Dias/GovBA

O Governo do Estado, através da Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE), informou em nota enviada ao jornal Correio, que prefeitos que descumprirem decretos estaduais – como o de lockdown, por exemplo – podem ser responsabilizados, inclusive, criminalmente.

“A Procuradoria Geral do Estado não detém competência para punir Municípios que descumpram o Decreto Estadual para tanto é preciso a provocação e intervenção do Poder Judiciário. Estamos analisando, juridicamente, a medida legal cabível para garantir a observância do Decreto Estadual a fim de evitar o colapso do sistema de saúde. Tais medidas caberão ser impetradas contra todos os Municípios e seus gestores que descumpram o Decreto Estadual e coloquem em risco a vida da população”, explicou a Procuradora Geral Adjunta, Luciane Rosa Croda.

Segundo a PGE, a possibilidade de cada cidade definir se seguirá ou não o lockdown não faz sentido, já que a Secretaria de Saúde já considera o cenário de cada local ao determinar as medidas mais restritivas de isolamento social.

“Ao se adotar uma política coordenada e de cooperação entre os entes estatais há um claro ganho no combate à pandemia. A realidade de um município não pode servir de referência para adoção de medidas, de forma isolada, posto que a análise deve ser feita dentro de um contexto regional e Estadual. Por isso a importância de uma coordenação central e a observância às medidas adotadas”, pontuou Croda.

Em nota, o Governo do Estado informou que quem descumprir as medidas mais restritivas de isolamento social pode ser autuados nos artigos 268 (infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa) e 330 (desobedecer a ordem legal de funcionário público) do Código Penal. A fiscalização das restrições é realizada pela Polícia Militar.

SALVE-SE QUEM PUDER !

Prefeito de Porto Seguro não segue decreto de Rui e mantém comércio aberto

Fotos: Reprodução / TV

Diferente do que foi decidido pelo governador Rui Costa (PT), o prefeito de Porto Seguro, Jânio Natal (PL), autorizou, em decreto publicado na última segunda-feira (1), o funcionamento de atividades até às 22h a partir da próxima terça-feira (9).

Além disso, foi autorizada a atividade de vendedores ambulantes na cidade e a retomada do comércio local já nesta quarta-feira (3), indo contra o decreto do governador Rui Costa (PT). A partir de segunda-feira (8), templos religiosos também poerão funcionar em Porto Seguro, mas com apenas 30% da capacidade.

Também na contramão do toque de recolher estadual, a determinação municipal autoriza que o comércio funcione das 5h às 22h a partir de terça-feira (9). o decreto estadual prevê o toque de recolher, com início às 20h, até o final do mês.

Avião com doses da vacina da Covid-19 bate em jumento que estava em pista de aeródromo da Bahia


Um avião da Casa Militar do Governador da Bahia, que fazia o transporte de doses da vacina contra a Covid-19 para a cidade de Ibotirama, no oeste do estado, se chocou contra um jumento que estava na pista do aeródromo do município, na manhã desta quarta-feira (3). A aeronave transportava quatro caixas com vacinas, que não foram danificadas. De acordo com a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), não houve problemas com o imunizante nem com o piloto.

A aeronave teve danos pequenos e outro avião foi deslocado para dar a sequência ao transporte das vacinas.

A Sesab informou que o acidente não comprometeu a distribuição do imunizante. No entanto, por causa da logística, haverá atraso na chegada das vacinas às cidades de Barreiras, Guanambi e Santa Maria da Vitória, na região oeste do estado, vizinhas a Ibotirama.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o acidente aconteceu pouco depois que a aeronave pousou na pista. Uma equipe da Polícia Militar esteve no local para prestar auxílio à ocorrência e verificou que o animal ficou ferido e fugiu do local. Não há informações sobre as extensões dos ferimentos do animal.

Fonte: G1 Bahia

O bicho pegou em Petroline 95% dos leitos ocupados; em Juazeiro está pior


O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB) com sua briga insana com o Governo do Estado de Pernambuco decidiu peitar as decisões de combate a pandemia. Ele e seus vereadores puxa-saco só sabem fazer criticas ao governador Paulo Câmara, esculhambar com a Compesa, etc., agora os hospitais da cidade estão lotados com pessoas contaminadas. De 44 leitos de UTI, restam apenas 2 disponíveis.

Ainda tem gente que vai para o rádio defender esta loucura achando que o galeguinho vai ser governador do estado em 2022. Já são quase 100% dos leitos estão ocupados.

Em Juazeiro o cenário não é diferente com as medidas restritivas apenas no faz de conta como se os palanques não tivessem sido desarmados já pensando no próximo pleito de 2022.

A maioria desses políticos não pensa em povo, mas em si e seus parentes.

Ação popular

Vacina da Bharat Biotech contra Covid é 81% eficaz, apontam dados preliminares

BENGALURU (Reuters) - A vacina contra Covid-19 da indiana Bharat Biotech é 81% eficaz na prevenção de casos sintomáticos da doença, mostraram dados preliminares de um estudo clínico em larga escala de estágio avançado nesta quarta-feira.
© Reuters
 Frasco da Covaxin, vacina contra Covid-19 da indiana Bharat Biotech, em Nova Délhi

A análise preliminar se baseou em 43 casos registrados de Covid-19 em um estudo de Fase 3 que envolveu 25.800 voluntários e foi realizado pelo órgão de pesquisa médica do governo da Índia. O estudo incluiu 2.433 voluntários com mais de 60 anos e 4.500 participantes portadores de comorbidades.

Trinta e seis dos 43 casos da doença aconteceram em voluntários que receberam um placebo, contra sete casos de participantes que receberam a vacina da Bharat Biotech, apontando para uma eficácia de 80,6%, disse a empresa.

A análise preliminar também mostrou que efeitos adversos graves, sérios e que precisaram de atendimento médico "ocorreram em níveis baixos e foram equilibrados entre os grupos vacina e placebo", disse a Bharat.

Os resultados vêm em um momento em que a Índia luta para convencer seus profissionais de saúde e da linha de frente a tomarem a vacina da Bharat Biotech, que foi aprovada de forma polêmica em janeiro sem os resultados da Fase 3.

Somente 11% dos mais de 10 milhões de indianos vacinados receberam o imunizante da Bharat, conhecido como Covaxin, até a semana passada, de acordo com a Reuters.

Apesar disso, muitos políticos da Índia, incluindo o primeiro-ministro Narendra Modi, foram inoculados com a Covaxin nesta semana.

Na semana passada, o Ministério da Saúde do Brasil anunciou acordo para a compra de 20 milhões de doses da Covaxin.

(Reportagem de Sachin Ravikumar e Anuron Kumar Mitra em Bengaluru)

Fumaça de cigarro pode agravar problemas de pacientes de Covid-19

MSN


Pesquisadores da Universidade Ben-Gurion descobriram pela primeira vez que a toxicidade da fumaça do cigarro afeta o biofilme protetor dos pulmões, principalmente quando o paciente apresenta problemas respiratórios causados pelo Covid-19.

Embora muitos danos à saúde sejam associados ao fumo, pouco se fala sobre o potencial geral de toxicidade da fumaça do cigarro. Os pesquisadores desenvolveram o painel bacteriano: um sistema de teste de fumaças que usa bactérias bioluminescentes geneticamente modificadas para medir a complexidade da mistura molecular da fumaça de cigarros com e sem filtro.

Publicados na revista científica Talanta, os resultados do estudo indicam que a fumaça do cigarro afeta a comunicação entre as bactérias. Esse processo pode causar um efeito negativo para o organismo ao formar biofilme — estruturas que protegem as bactérias e as fazem criar maior tolerância a antibióticos — nos pulmões. Em outras palavras, a toxicidade do cigarro auxilia a formação de bactérias em biofilmes e as torna mais resistentes.

Neto parabeniza Crespo por tirar Daniel Alves e diz que São Paulo está 'tomando jeito'

LANCE!

O apresentador Neto elogiou a atitude de Hernán Crespo, novo técnico do São Paulo, de substituir o meia Daniel Alves na goleada do Tricolor sobre o Inter de Limeira por 4 a 0 nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Paulistão. Para ele, o camisa 10 são-paulino - sacado aos 26 minutos do segundo tempo para a entrada de Hernanes - saía pouco do time na era Fernando Diniz.
© Fornecido por LANCE! Neto fala de Ana Paula e Casagrande durante o 'Donos da Bola' desta segunda-feira (Reprodução/Band)

- Parabéns, Hernan Crespo! O treinador acaba de tirar o Daniel Alves do jogo, coisa que o Diniz quase não fez. Agora sim o São Paulo está tomando jeito! - postou Neto em sua conta no Twitter.

Essa foi a primeira vitória do São Paulo sob o comando de Crespo. Os gols da partida foram marcados por Gabriel Sara, Pablo, Luciano e Rojas. O Tricolor volta a campo neste sábado para enfrentar o Santos, no Morumbi, às 19h.

Cientistas criam método rápido, preciso e barato para testar covid

MSN 

Pesquisadores da Universidade de Toronto desenvolveram uma plataforma robótica de sequenciamento de alto rendimento que pode rastrear, de uma só vez, milhares amostras de pacientes para a infecção com SARS-CoV-2 com um alto grau de precisão.

O padrão ouro para o teste de infecção por SARS-CoV-2 é o RT-PCR, devido à sua alta precisão. No entanto, esta técnica tem uma série de desvantagens, principalmente por ser demorada, difícil de dimensionar e relativamente cara em comparação com outros métodos.

Mesmo com várias vacinas sendo lançadas, a pandemia segue descontrolada pelo mundo. Assim os métodos de teste rápido que podem rastrear milhares de pessoas são essenciais para termos programas de controle do vírus.

A equipe canadense, liderada pelo professor Jeff Wrana, Ph.D., e pelo pesquisador sênior Laurence Pelletier, Ph.D., queria desenvolver um método de teste que pudesse ser rápido e precisos, mas também têm a capacidade de digitalizar milhares de amostras ao mesmo tempo.

Conforme relatado na revista Nature Communications, a equipe testou várias centenas de amostras na plataforma e atingiu uma especificidade (capacidade de detectar se as pessoas não estão infectadas) de 100% e uma sensibilidade (capacidade de saber se as pessoas estão infectadas) que variou de 91 % em amostras com cargas virais baixas a mais de 95% naquelas com cargas virais mais altas.

Notavelmente, os pesquisadores adicionaram uma etapa ao processo que permite ao teste pesquisar diferentes variantes do vírus, algo que pode ser muito útil com mutações específicas se tornando cada vez mais um problema nos últimos meses. Outro fator útil, em comparação com outros testes, é que é bastante barato executar, com cada amostra custando cerca de US $ 8 para ser executada, principalmente porque muitas amostras podem ser executadas ao mesmo tempo.

COMPARTILHE