RADIO WEB JUAZEIRO
quinta-feira, 9 de julho de 2020

Casa de repouso inventa abraço protegido que conforta idosos residentes e parentes

Suzane Lisboa usa a cortina para abraçar o pai, Raul Lisboa, de 89 anos
 Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Célia Costa

Em meio a tantas histórias tristes enquanto o novo coronavírus avança pelo país, surge algum respiro com histórias comoventes. Afastados de seus parentes durante a pandemia, alguns idosos que moram em asulos não têm a dimensão real do que está acontecendo e tendem a achar que foram abandonados. Para amenizar esse distanciamento, a casa de repouso 3i Bem Estar, que fica no Morumbi, em São Paulo, encontrou uma maneira de ofertar abraços de forma segura, usando uma grande cortina de plástico para separar as visitantes e residentes.

Suzane Lisboa foi uma das filhas emocionadas. Do outro lado do plástico estava seu pai, Raul Lisboa, de 89 anos. As enfermeiras desinfetam cuidadosamente a cortina, equipada com grandes bolsos para que o encontro aconteça. A logística e o material fornecido são do projeto Cortina do Abraço. Residentes e visitantes também devem usar luvas protetoras com mangas longas que chegam até os ombros.

Subnotificação em asilos preocupa

Um mapeamento inédito feito pelo Ministério Público estadual do Rio de Janeiro, concluído na terça-feira, revela que, desde o início da pandemia do novo coronavírus, em 87 Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), como se chamam oficialmente as casas de cuidados para pessoas mais velhas, ocorreram 1.115 casos — sendo 759 idosos e 356 profissionais — e 105 mortes de internos por conta da Covid-19. Na capital fluminense, há asilos com 100% de idosos e profissionais com Covid-19. Outras 176 instituições que deixaram de notificar casos começaram a ser fiscalizadas pela prefeitura.

O quadro é similar em outros estados do país, com surtos entre idosos registrados em São Paulo e no Paraná. Em Londrina, o MP determinou a abertura de um inquérito policial para apurar se houve negligência na morte de oito idosos.

O confinamento em um único local, a dificuldade de isolar infectados e a fragilidade da saúde dos moradores tornaram os asilos lugares propícios à contaminação pelo coronavírus, exatamente como aconteceu nos EUA e na Europa.

Presos no corredor da morte na Califórnia morrem de Covid-19

Por: Fernando Moreira 

Interior da penitenciária de San Quentin, na Califórnia
 Foto: Reuters

Presos que estão no corredor da morte na penitenciária de San Quentin (Califórnia, EUA) foram beneficiados com uma decisão do ano passado, quando o governador Gavin Newsom decretou uma moratória, suspendendo todas as execuções. O estado não aplica a pena de morte desde 2006, quando uma série de processos na Justiça travou o cumprimento das sentenças.

Entre os detentos condenados à morte estão serial killers, assassinos de crianças e integrantes de gangues que cometeram homicídios. Alguns vivem há décadas em San Quentin. Um deles tem 90 anos. Mais de cem têm 65 anos ou mais.

Apesar de as execuções por injeção letal terem sido suspensas, a morte tem conseguido um "atalho" nas celas de San Quentin. Nos últimos dias, cinco detentos no corredor da morte morreram vítimas do coronavírus, contou o site "KHN". Dezenas de outros apresentam quadro de Covid-19. Muitos outros se recusam a fazem o teste.

A situação é grave, denunciou em carta a defensora pública Mary McComb.

"Os funcionários de San Quentin, especialmente da área médica, estão mergulhando no caos", afirmou ela.

Agentes penitenciários têm emendado turnos triplos. Nas últimas seis semanas, médicos que atendem na penitenciária estadual têm trabalhado de segunda a segunda.

Problemas com o auxílio emergencial? Saiba como resolver e receber os R$ 600

Aplicativo Caixa Tem: meio de movimentar o auxílio emergencial
 Foto: Divulgação
Ana Clara Veloso

Clientes do Nubank e do PicPay levaram um susto esta semana ao darem falta em suas contas bancárias de quantias referentes ao auxílio emergencial recebido. Como o EXTRA havia publicado, muitos brasileiros têm recorrido ao pagamento de boletos gerados em seus próprios nomes, para transferir o dinheiro da poupança digital da Caixa para contas com menos limitações e antecipar o saque. A estratégia não é irregular, segundo o Banco Central (BC).

Quantias depositadas nas contas digitais do Nubank por meio do pagamento de boleto pelo Caixa Tem, no entanto, pareciam ter desaparecido na terça-feira (dia 7). Segundo o Nubank, os montantes, na verdade, tinham sido devolvidos para a Caixa, seguindo uma listagem de pessoas que teriam recebido pagamentos “em duplicidade”.

A Caixa teria explicado que, devido a uma falha em seu sistema, depositou duas vezes a quantia devida para alguns boletos gerados. Durante o processo de realização dos estornos, entretanto, o Nubank teria percebido que várias das operações não eram em duplicidade e, por isso, interrompeu as devoluções. O banco digital afirmou ainda que os clientes afetados receberam os valores.

No caso do PicPay, as operações de transferência do benefício não foram concluídas na terça-feira e, como o dinheiro chegou a sair da conta da Caixa, a quantia ficou em um limbo. O erro teria sido causado por uma “instabilidade do sistema do Caixa Tem”.

O PicPay afirmou ao EXTRA que solucionar estes casos tem sido sua prioridade. A Caixa informou que não foram identificadas falhas nos sistemas internos.

Saiba o que fazer se você teve esse problema

Nubank

Em casos pontuais de persistência do problema, acesse: https://nubank.com.br/contato

Picpay

Tente realizar a operação novamente ou, caso o débito já tenha ocorrido, aguarde a Caixa realizar o estorno do valor. É possível contactar https://www.picpay.com/site/central-de-ajuda#contato.

Quem procurar no caso de dificuldades para resolver problemas em geral envolvendo o benefício

Defensoria Pública: o atendimento não pode ocorrer de forma presencial neste momento. Por isso, a recomendação é que o cidadão busque informações sobre o contato da DPU em seu município em www.dpu.def.br/contatos.

A alternativa para as cidades que não contam com a DPU é a Justiça Federal, ou seja, o cidadão pode ajuizar uma ação direta e gratuitamente, que será analisada por um juiz.

O Ministério Público Federal (MPF) está recebendo denúncias relacionadas às dificuldades de cadastramento e recebimento do auxílio emergencial. As reclamações devem ser feitas por meio do formulário eletrônico da Sala de Atendimento ao Cidadão (no site encurtador.com.br/lxyFV).

O que diz a Caixa

Quem teve algum problema para sacar o benefício pode contestar diretamente em qualquer agência do banco. Caso seja comprovado um saque fraudulento por outra pessoa, por exemplo, o beneficiário será ressarcido. O banco alerta que os códigos SMS enviados para validação devem ser preenchidos exclusivamente nos aplicativos e nos sites oficiais, não devendo ser fornecidos para terceiros nem enviados por SMS ou WhatsApp.

É muito importante que os cidadãos utilizem exclusivamente os canais oficiais da Caixa ou do governo federal para buscar informações sobre o auxílio emergencial, pois têm segurança. Os únicos canais oficiais para atendimento aos beneficiários são o site auxilio.caixa.gov.br, o telefone 111 e o aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial

É #FAKE orientação para jogar água sanitária em rede de água de esgoto para evitar contaminação pelo coronavírus

Roberta Pennafort (CBN)


Viralizou nas redes sociais uma recomendação para que a população coloque água sanitária em ralos, pias e chuveiros para matar o coronavírus. A justificativa: o vírus estaria se multiplicando nos esgotos. É #FAKE

A mensagem que está circulando diz: “Por favor, adicione uma colher de sopa de água sanitária em cada ralo das suas privadas, lavatórios, banheiras, chuveiros, lava-louças... As autoridades holandesas descobriram que o vírus está crescendo e se multiplicando no sistema de águas residuais. Eles descobriram que mesmo as pessoas que estavam confinadas em suas casas pegaram o vírus e decidiram testar a água do sistema de águas residuais. Encontraram o vírus Covid-19 ativo nos esgotos.”

Só que especialistas entrevistados pela CBN explicaram que a recomendação não faz qualquer sentido, porque o vírus não tem capacidade de infecção estando no esgoto.

O virologista Rômulo Neris, doutorando pela UFRJ, esclarece que os estudos apontam que o Sars-CoV-2, causador da pandemia de Covid-19, perde essa capacidade depois de algumas horas fora do organismo humano. Ele não soube de qualquer país que tenha feito a indicação de uso da água sanitária para tratar água de esgoto e assim neutralizar o vírus.

— Sabe-se que muitos vírus não sobrevivem por longos períodos em tubulações e estações de esgoto. Por isso, testá-las permite uma análise instantânea da situação de uma cidade. Uma vez que é difícil rastrear e testar em massa toda a população, vira uma ferramenta útil para discutir o cenário. Apesar disso, temos que tomar cuidado com essas análises, exatamente porque é improvável que o esgoto seja uma fonte de vírus capaz de infectar pessoas, como acontece com outras doenças — pondera o virologista.

— Todos os vírus precisam estar dentro de alguma célula para sobreviver e se multiplicar. Por isso, vírus não são capazes de se multiplicar em água ou resíduos de esgoto — afirma Neris. — A água sanitária é, de fato, capaz de eliminar o vírus, mas uma colher de água sanitária nem seria suficiente para os milhares de litros de água que circulam em casas com saneamento nas grandes cidades todos os meses.

Ele lembra que a análise da água de esgoto para detecção da presença do coronavírus – que ocorreu mesmo na Holanda e em outros países, embora sem recomendação para o uso de água sanitária pela população – serve para acompanhar a circulação e prevalência do vírus em uma determinada região.
Recomendação não existe

A CBN procurou o Ministério da Saúde, que esclareceu que “não existe recomendação de que se utilize água sanitária em ralos, banheiras, chuveiros e lava-louças de residências como forma de evitar o contágio por coronavírus”.

Nota oficial explicou que existem estudos que apontaram a presença do vírus em esgotos, mas ressalvou que “esse tipo de detecção de partículas tem a função de mapear quais são as áreas com maior taxa de infecção pelo vírus. Assim, gestores podem agir de forma preventiva e tomar decisões em relação a medidas de isolamento social.”

A pneumologista da Escola Nacional de Saúde Pública Patricia Canto Ribeiro ressalta que o material encontrado nas águas pode ser apenas partículas de vírus. Portanto, não há por que temer ser infectado por esta via. “Alguns estudos encontraram o RNA do vírus em esgoto. Mas não há, pelo menos até este momento, comprovação de que seja infectante. Ou seja, o encontro do RNA não é suficiente para que este seja causador de doença; podem ser apenas partículas degradadas do vírus”, diz Canto Ribeiro.

A médica desconhece a existência de estudos sobre uso de água sanitária em ralos para neutralizar o coronavírus, e reforça que o poder desinfetante do produto depende diretamente da concentração na água. “É bem possível que fique muito diluída e não tenha efeito contra vírus. Mas ressalto que não há evidências de que o vírus possa ser transmitido dessa forma.”

Presidente do Departamento Científico de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria, o infectologista Renato Kfouri reforça: “A transmissão fecal oral não é documentada. Embora já se tenha identificado material genético do vírus em fezes e esgotos, não há registro de transmissão por essa via. Portanto, não há indicação de tratar de forma diferente a água, nem adicionar água sanitária nos ralos.”

Kfouri lembra que o sistema de tratamento vigente dá conta da limpeza da água. “Esses dados de esgoto servem para a área de vigilância, não são indicação de necessidade de tratamento. O processo que a água sofre até chegar às nossas casas já é mais do que suficiente.”
Mensagem também circulou na Europa

A mensagem falsa já circulou também na Europa. Fato é que estudos feitos em países como a Holanda, a França e a Austrália já mostraram que as fezes de pessoas infectadas pelo vírus contêm o material genético do vírus, como apontaram os especialistas entrevistados pela CBN. Examinar o esgoto pode ser uma forma de monitorar a propagação desta e de outras epidemias, por meio de uma estimativa do número de infectados na área pesquisada.

Na nota oficial enviada à CBN, o Ministério da Saúde ratificou que analisa “a evolução da Covid-19 para a adoção de novas ações para atendimento da população brasileira, em apoio aos gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS)”, e publica “diretrizes com orientações e recomendações relacionadas à prevenção, controle e redução da transmissão da Covid-19”. Usar água sanitária nos esgotos não é uma delas.

Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta

Mesmo diante da crise gerada pela pandemia da covid-19, agropecuária brasileira apresenta um bom desempenho

Agência Estado
Brasil é o maior produtor de soja do mundo
Marcelo Justo/Folhapress

Com a supersafra deste ano, revisada para cima pelo IBGE ontem, o Brasil retoma dos Estados Unidos o posto de maior produtor mundial de soja. As projeções americanas indicam que o Brasil se consolidará na posição também na próxima safra, reforçando o bom desempenho da agropecuária brasileira, mesmo em meio à pandemia de covid-19.

No total, o Brasil deverá colher um recorde de 247,4 milhões de toneladas de grãos na safra que se encerra neste ano, 2,5% acima de 2019, conforme o IBGE. Para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), cujas estimativas atualizadas foram divulgadas também ontem, a produção total da safra 2019/2020 deverá atingir o recorde de 251,4 milhões de toneladas. O IBGE espera as maiores safras da história também para o café e para o algodão.

A produção de soja será a principal responsável pela supersafra deste ano. Na estimativa do IBGE, foram colhidas 119,9 milhões de toneladas na safra encerrada ainda no primeiro semestre, 5,6% acima da produção de 2019. Já nos cálculos da Conab, foram 120 88 milhões de toneladas, aumento 5,1% ante a safra de 2018/2019.

Em 2018, o Brasil já havia batido os Estados Unidos como maior produtor mundial de soja, mas por uma diferença muito pequena. Ano passado, os produtores brasileiros de soja enfrentaram problemas climáticos e perderam para os americanos - o recorde na produção nacional total foi garantido pelo milho. Agora, a produção americana de soja na safra 2019/2020 foi de 96,68 milhões de toneladas, na estimativa mais recente do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês, equivalente a um ministério).

Para a próxima safra, 2020/2021, o Brasil deverá ficar novamente na frente, já que os Estados Unidos deverão produzir 112,3 milhões de toneladas de soja, enquanto os produtores brasileiros deverão colher 131 milhões de toneladas, renovando o recorde, ainda nas projeções do USDA, que abrangem o mercado global - as primeiras projeções do IBGE e da Conab para a safra 2020/2021 deverão sair no fim deste ano.

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de junho, do IBGE, elevou em 0,5% a estimativa do total de soja colhido no Brasil este ano. A produção recorde de soja só não foi ainda maior porque, nos últimos meses, o LSPA veio reduzindo suas estimativas para a colheita no Rio Grande do Sul. Na estimativa de junho, a produção gaúcha ficou em 11,2 milhões de toneladas, tombo de 39,3% em relação a 2019.

"Era para o Brasil ter colhido uma safra muito maior de soja. O problema todo foi que o Rio Grande do Sul sofreu muito com a falta de chuvas, de dezembro a maio”, afirmou Carlos Antônio Barradas, analista de agropecuária do IBGE. "Não fosse a seca no Rio Grande do Sul, a produção de soja passaria de 125 milhões de toneladas”, completou o pesquisador.

A disponibilidade de terras e a tecnologia de ponta, que leva eficiência ao campo, ajudam a explicar os sucessivos recordes na produção agrícola nos últimos anos, segundo Barradas.

Com mais de mil casos da covid-19, Juazeiro tem toque de recolher prorrogado até dia 19 de julho

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Juazeiro)

A restrição vai das 18h às 5h, quando ficam proibidos a circulação em vias, equipamentos, locais e praças públicas

A circulação noturna de pessoas em Juazeiro, no norte da Bahia, segue restrita até o dia 19 de julho. A medida de enfrentamento ao novo coronavírus, que terminaria nesta quarta-feira (8), foi prorrogada mais uma vez. Há dois decretos que estabelecem a restrição de circulação: um municipal, que se estende até o dia 19 de julho e um estadual que vai até o dia 15 de julho. A restrição compreende o período das 18h às 5h, quando ficam proibidos a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas, com exceção de deslocamento para serviços de saúde ou farmácias.

A suspensão do funcionamento dos serviços não essenciais e de todas as atividades que geram aglomeração de pessoas se dá pelo crescente número de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Juazeiro já contabiliza mais de mil casos confirmados e 34 mortes.

De acordo com o boletim diário da Secretária da Saúde do Município, divulgado na tarde da última terça-feira, foram realizados 8.495 testes, sendo 8.090 por testagem rápida e 405 por laboratório. Internados são 23 pacientes, sendo 14 na UTI e 09 em leitos intermediários. Enquanto 664 pessoas cumprem isolamento domiciliar com monitoramento da SESAU.

O prefeito Paulo Bomfim acompanha todos os indicadores da pandemia e se reúne constantemente com o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento da covid-19. Nas reuniões é avaliada a evolução da doença em Juazeiro e, mediante embasamento científico e dos dados passados pela equipe médica, são definidas as medidas necessárias para conter a propagação do novo coronavírus.

“Infelizmente ainda não podemos abaixar a guarda relaxando o distanciamento social, pois os números de novos casos são frequentes e já passamos de 30 mortes. Precisamos manter a rede hospitalar sob controle para que a mesma não entre em colapso e assim garantirmos o atendimento dos casos graves. Estamos trabalhando incansavelmente conseguindo ampliar os leitos, porém é muito importante a colaboração de todos no cumprimento dos protocolos sanitários e das medidas restritivas”, externa Paulo Bomfim.

Além dos serviços comerciais não essenciais, continuam suspensas até 19 de julho as atividades em shoppings e galerias, as Feiras e Mercados, as academias, os parques, equipamentos (esportivos e de lazer) públicos e privados, os cultos, missas e outras celebrações religiosas presenciais.

Filha do fundador da Ricardo Eletro é solta após prestar depoimento

Juiz também suspendeu a prisão de um dos diretores da rede de lojas citado na investigação sobre um esquema de sonegação de impostos na empresa

Pablo Nascimento, do R7, com Ezequiel Fagundes, da Record TV Minas

Empresa alega que Ricardo deixou sociedade em 2019
Reprodução / Google Street View

Laura Nunes, filha do fundador da Ricardo Eletro, foi solta na noite desta quarta-feira (8), após prestar esclarecimentos sobre um possível esquema de sonegação de impostos e lavagem de dinheiro na rede de lojas.

Assim como o pai, Laura foi detida em uma operação conjunta do Ministério Público de Minas Gerais, com a Polícia Civil e Receita Estadual.

A Justiça revogou a prisão da filha de Ricardo Nunes por considerar que a jovem cooperou com as investigações. O advogado que acompanha Laura informou à reportagem que a investigada já está em casa, na Grande BH.

Os investigadores tinham um mandado de prisão contra Pedro Magalhães, executivo da rede de lojas, mas o gestor não foi encontrado durante as buscas.

A Justiça também suspendeu o pedido de prisão de Magalhães, na condição de que ele se apresente ainda nesta quinta-feira (9) para prestar esclarecimentos. Segundo fontes do MP, se o executivo não se apresentar, a determinação de prisão entrará em vigor novamente.

Nunes, que foi detido em São Paulo, foi transferido para Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde deve prestar depoimento nesta quinta. A reportagem tenta contato com a defesa de Pedro Magalhães.

O esquema

Segundo os investigadores, a empresa deixou de repassar ao Governo de Minas R$ 380 milhões arrecadados com o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), mesmo tendo recolhido a taxa dos clientes.

O promotor de Justiça Fábio Reis de Nazareth detalha que quando a empresa era questionada pelo poder público, os administradores negociavam a dívida, mas não realizavam os pagamentos.

— A rede mantinha o Estado em "banho-maria", falando que tinha interesse em negociar, mas não fazia propostas ou assinava o termo de parcelamento, pagava duas parcelas e facava inadimplete novamente.

O delegado Vitor Abdala, da Polícia Civil, explica que a suspeita é que o montante não repassado ao Estado tenha sido usado para comprar empresas e imóveis no nome de parentes do empresário Ricardo Nunes, fundador da rede de lojas, o que caracterizaria lavagem de dinheiro. A rede de lojas também estaria pagando contas particulares de Nunes.

— Inclusive recebemos informações de empresas nas Ilhas Britânicas em nome da mãe do investigado. É uma senhora de quase 80 anos de idade que vai ser intimada a depor.

Segundo a Ricardo Eletro, as supostas irregularidades teriam ocorrido na gestão de Ricardo Nunes que, segundo a empresa, deixou de ser sócio da marca em 2019. A companhia destacou que está cooperando com todas as investigações.

MORRE ANTONILIA DA FRANÇA CARDOSO

foto redes sociais

Prof. Taciano Medrado

Faleceu hoje (09) a professora Antonila da França Cardoso, irmã do saudoso professor e ex-diretor dos colégios Dr. Edson ribeiro e Rui Barbosa , aos 82 anos, vitimada pela COVID-19, após oito dias hospitalizada em terapia intensiva.

Antonilia foi uma excelente mestra, educadora e poetisa com diversas publicações. Uma das pessoas mais importantes da história de Juazeiro. No dia 11 do mês de outubro de 1997, foi publicada e lançada intitulada o seu mais famoso livro - “Uma Luz Na Educação” – cuja primeira edição esgotou-se tão rapidamente , onde retrata com muita maestria a história o tradicional colégio particular de Juazeiro - o DR. Edson Ribeiro.

O médico e escritor Dr. Múcio brandão escreveu:

"Nascida em tradicional familia de educadores, lecionou Língua e Literatura Portuguesa nos colégios Edson Ribeiro e Ruy Barbosa, antes de se transferir para Brasília onde se aposentou como funcionária da Câmara dos Deputados.

Cronista de escol (o que é considerado melhor, de maior qualidade, numa sociedade ou num grupo), publicou vários livros, alguns deles abordando o folclore, a história e as peculiaridades da nossa gente.

Dedicava-se ultimamente a novo trabalho, um novo livro com textos e poemas que deixou em fase de conclusão. Deus ampare seu espírito e dê conforto aos seus familiares"

A nossa equipe esta buscando informações sobre o velório e o sepultamento.


A Radio Web Juazeiro solidariza-se com a família enlutada

Ex-paquita cai no golpe do WhatsApp e perde quase R$ 2 mil

"A internet é terra de ninguém. É muito desamor", lamentou

 iBahia

Nesta quarta-feira (8), a ex-paquita Andréa Veiga relevou que foi vítima de um golpe no WhatsApp, no qual perdeu R$ 1.800. A atriz postou um vídeo em seu perfil no Instagram falando sobre o golpe. No relato, ela disse que alguém utilizou o número comercial de sua irmã e pediu uma transferência bancária sob a desculpa de que seu saldo estava estourado. "A internet é terra de ninguém. É muito desamor", lamentou.

No momento em que recebeu a mensagem, Andréa estava no meio de um ensaio e acabou não prestando atenção aos detalhes. "Fiz a transferência, passei o comprovante e ainda falei: 'Deposita para mim amanhã que estou sem grana'", disse. Ela só percebeu que algo estava errado na manhã de hoje. 

"É isso aí, caí no golpe do WhatsApp. Me levaram R$ 1.800", concluiu Veiga, que acionou seu banco após perceber o erro. "Eles me deram todas as informações do que fazer, mas é praticamente impossível reaver esse dinheiro, porque na mesma hora que você transfere esse dinheiro, eles [golpistas] transferem para uma outra conta", explicou, com os olhos cheios de lágrimas.

Cantor Juazeirense fará Live Solidária Axé Music tomará conta de Live Solidária



Olá, tudo bem? 

Vim aqui saber se você tem algum compromisso, para sexta-feira (10), pela noite? Se sim, remarque! Caso não, por favor, coloque na sua agenda, ponha alarme em seu telefone celular, faça algum sinal de fumaça, que às 19h, o cantor, Filipe Emanuell, fará uma live solidária, em seu canal no YouTube e conta com a sua/nossa presença! O projeto “Filipe Emanuell em: Sou Praieiro”, no estilo Axé Music, será apresentado para todos nós, neste dia, e tem como intuito o de poder arrecadar fundos, para doação de alimentos, roupas, produtos de higiene para o projeto da Diocese de Juazeiro, a Casa Dom José Rodrigues, que tem a missão de ajudar e dar apoio aos jovens, os quais se encontram em vulnerabilidade social. O espetáculo ocorrerá pelo canal do artista, a partir das 


Guilherme Teixeira - ASCOM

Homem mata a 'filha' de dois meses asfixiada ao descobrir que pai biológico seria o irmão

"Ele matou a menina em frente da esposa”, disse o delegado responsável pelo caso

iBahia

Blog do Neto Weba: Homem mata a 'filha' de dois meses asfixiada ao ...

Um homem de 25 anos, que não teve o nome divulgado e trabalha como pedreiro, foi preso no dia 2 de julho suspeito de matar a filha de dois meses asfixiada. De acordo com informações da Polícia Civil de Miranda, no Mato Grosso do Sul, o motivo foi a descoberta de uma traição da companheira e mãe da bebê. As informações são do G1 MS.

O delegado responsável pelo caso, Pedro Henrique Pillar, contou que vizinhos acionaram a polícia após escutar gritos na casa do pedreiro. Quando os investigadores chegaram ao local, a criança já tinha sido socorrida e levada para o hospital, já sem vida. Ela estava desnutrida e com uma lesão na bochecha.

No início, em depoimento a polícia o pedreiro afirmou que a criança tinha se machucado durante uma brincadeira com o irmão, de 8 anos, e a mãe confirmou a informação. Porém, o laudo da perícia concluiu que houve um assassinato. O homem acabou confessando o crime. 

“Ele confessou o assassinato, disse que enforcou a criança porque a menina não era biologicamente dele. Que descobriu que a mulher o traia com o próprio irmão e que o bebê era na na verdade do irmão. Ele matou a menina em frente da esposa”, disse o delegado.

A polícia continua investigando o caso. Duas testemunhas foram ouvidas nesta terça-feira (7) e a mãe da vítima também prestará depoimento. O homem está cumprindo prisão preventiva.

Mulher tira a roupa e defeca durante transmissão ao vivo; assista

A jornalista Sara Sidner falava ao vivo de uma praia sobre os efeitos da pandemia do novo coronavírus nos Estados Unidos


 iBahia 

Na última terça-feira (7), a jornalista Sara Sidner falava ao vivo de uma praia em Santa Monica, na Califórnia, sobre os efeitos da pandemia do novo coronavírus nos Estados Unidos quando de repente uma mulher a poucos metros atrás dela abaixou as calças e defecou.

O registro do momento inesperado está circulando nas redes sociais. No vídeo, é possível perceber que Sara e Kate Bouldain, jornalista que apresentava o jornal na sede da CNN, em Nova York, não perdeu o foco na notícia por causa da atitude da mulher. A mulher do vídeo não foi identificada. 

Assista:

Luiza Brunet paga indenização e tem que pedir desculpas à blogueira após comentário em rede social

Por: Redação BNews


Luiza Brunet não imaginou que um comentário feito em uma rede social em 2018 poderia doer no bolso dois anos depois. Mas, depois do longo processo, a atriz foi condenada a pagar indenização à blogueira Ana Carolyne Steiner, a qual chamou de "vadia" na web.

Segundo informações divulgas pela colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Luiza foi condenada pelo 1º Juizado Especial Cível da Comarca de Blumenau, em Santa Catarina, por danos morais e terá que pagar uma indenização de R$ 4 mil.

No entanto, esse valor poderá triplicar porque na sentença, que saiu no dia 12 de maio, o juiz Jeferson Isidoro Mafra determinou a correção monetária desde a data da sentença e de juros de 1% ao mês a partir do dia 22 de agosto de 2018. Luiza Brunet pagou o valor da condenação e foi expedido um alvará em favor da Ana Carolyne para levantamento dos valores corrigidos, segundo a atualização do processo realizada no último dia 22 de junho.

Além do valor a ser pago, Luiza ainda teve que se retratar pedindo desculpas públicas pelo comentário que fez na época.

Relembre o caso
A blogueira Ana Caroline Steiner acusou Brunet de a ter chamado de ‘vadia’ após comentar numa rede social da modelo que ‘namoro não gera união estável’ se referindo à decisão da Justiça que negou o pedido da atriz de reconhecimento de sua relação com o empresário Lírio Parisotto, a quem Luiza acusou de agressão em maio de 2018.

No post, publicado pela mãe de Yasmin Brunet, ela disse para Ana Carolyne: “Vadia, vai se informar. Você viveu comigo e com o espancador? Não lembro de você. Você era a faxineira metida, hein? Antes que me esqueça: Cuida da tua vidinha". A blogueira decidiu levar à frente o processo e agora ganhou na Justiça.

Suposta dívida de R$ 1,4 milhão de Maraísa coloca em risco cachê da dupla recebido em live

 Por: Reprodução / YouTube Por: Redação BNews

Os altos cachês que estão sendo pagos para os sertanejos durante as lives que acontecem nesse período de pandemia, passou a chamar atenção também de credores que possuem valores a receber de alguns artistas. Prova disso é que a Justiça foi acionada para penhorar o cachê da live da dupla Maiara e Maraísa, por causa de uma suposta dívida de uma das cantoras.

Segundo informações divulgadas pela colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Elias Fernandes, ex-cunhado de Maraísa, acionou a sertaneja em um processo no qual ele pede que a artista pague um suposto empréstimo que ela teria feito com uma empresa em que seu irmão (ex-namorado da Maraísa) é sócio. A ação de número 0714309-49.2019.8.07.0001, tramita na 1° Vara de Execuções de Títulos de Brasília - DF.

Na ação, ele alega que a Gaia Agrobusiness emprestou R$ 1 milhão para Maraísa pagar uma dívida da compra de uma fazenda em Morrinhos, Goiás, através de uma nota promissória. O empresário diz que Maraísa não quitou o suposto empréstimo, cujo o valor atualizado com juros e correções agora gira em torno de R$ 1,4 milhão.

De acordo com a publicação, o empresário tentou penhorar a própria fazenda, que foi adquirida por Maraísa no valor de R$ 13,9 milhões, na tentativa de quitar o débito que ele afirma existir. No entanto, como Maraísa teve que devolver o imóvel pro antigo proprietário por não ter pago o valor total da compra, o empresário acabou entrando com uma petição para que o juiz do caso penhorasse o cachê da dupla Maiara e Maraísa.

Com isso, Elias tentou intimar a Work Show, escritório que gerencia a carreira musical das gêmeas, mas acabou notificando a empresa errada, uma vez que a Work Show informou que a empresa responsável pela arrecadação da live das sertanejas é a Show Completo Produções Artísticas Ltda, que até o momento ainda não foi notificada sobre a penhora do cachê.

Procurada pela colunista, a assessoria jurídica de Maraísa nega o empréstimo e diz que a nota promissória foi assinada em branco pela cantora e utilizada de má-fé por seu ex-namorado. "A Maraísa nada deve ao senhor Elias, nunca comprou nada, ou fez qualquer negócio ou fez empréstimo com o mesmo, nunca teve relação comercial com a pessoa que ajuizou a ação judicial em seu desfavor. O senhor Elias é irmão do ex-namorado da Maraísa, o senhor Raimundo, o qual de maneira ilícita repassou uma nota promissória para o seu irmão, com o claro intuito de tentar conseguir vantagem financeira em desfavor da mesma", explica o advogado Mauricio Vieira de Carvalho Filho.

Ainda de acordo com o advogado em entrevista à publicação, o ex-namorado da cantora teria se aproveitado da ingenuidade da sertaneja para conseguir notas promissórias assinadas por ela em branco. "Durante o relacionamento, e devido à pouca idade e pouca instrução da mesma à época, ela foi induzida por seu então namorado, Raimundo, a assinar várias promissórias em branco, sob o argumento de que ambos iriam adquirir uma propriedade rural. Todas as promissórias foram assinadas em branco, sendo que das sete promissórias, apenas seis foram devolvidas depois da intervenção dos advogados da mesma. Contudo, uma das promissórias não foi devolvida e foi preenchida à mão pelo senhor Raimundo, tendo como credor a empresa Gaia Agribusinnes, da qual o senhor Raimundo é sócio".

No entanto, também em contato com a colunista, o advogado Huelder da Silva Alves, que representa o empresário, nega as afirmações da defesa de Maraísa. "O argumento da devedora é o absurdo motivo da inexistência da compra da fazenda Araras, sendo que de fato ocorreram pagamentos por parte empresa Gaia, em nome da devedora Maraísa, cumprindo a compra da fazenda, sendo que a empresa Gaia pagou pela dívida da devedora e recebeu a nota promissória cobrada", informa o advogado, que também apresentou comprovantes de dois depósitos nos valores de R$ 500 mil e R$ 488 mil em nome do proprietário que vendeu a fazenda para Maraísa.

Setenta rodoviários são assaltados durante o ‘apanha’ em São Caetano; veja vídeo

Por: Reprodução/ Twitter Por: Aline Reis

Durante o ‘apanha’ na madrugada desta quinta-feira (09), cerca de 70 rodoviários foram assaltados dentro do ônibus que os conduzia para a garagem no bairro de São Caetano, em Salvador. 

As vítimas relataram que o crime foi cometido por quatro suspeitos que estavam em três motocicletas. Os criminosos portavam arma de fogo e foram agressivos com os trabalhadores, um deles chegou a levar uma coronhada na cabeça, conforme relatos. 

Aparelhos celulares, dinheiro, documentos e outros pertences foram roubados de todos os rodoviários. Uma queixa foi prestada na Delegacia de Repressão a Furto e Roubo de Veículos (DRFRV).


CARDÁPIO DO DIA


CARDÁPIO DO DIA


Gripe: Petrolina continua vacinando apenas grupos prioritários

Por Assessoria

A Prefeitura de Petrolina reforça que a vacinação contra a gripe no município não está disponível para toda a população, como vem acontecendo em algumas cidades do país. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a imunização está mantida apenas para o público-alvo previamente definido na campanha pelo Ministério da Saúde, porque apesar de o município ter batido a meta e vacinar 100% do público geral, três grupos – crianças, gestantes e mulheres no pós-parto até 45 dias – ainda não alcançaram o percentual estipulado pelo Ministério da Saúde, que é de 90%.

A campanha encerrou no final de junho e o prazo para continuar registrando esse público no sistema do governo federal é até 24 de julho. Até essa data, o público-alvo da campanha pode procurar os postos de saúde e se imunizar.

Fazem parte do público-alvo da campanha de vacinação as pessoas acima de 60 anos, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas, trabalhadores de transporte coletivo, profissionais das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, funcionários do sistema prisional, população indígena, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, portuários, população privada de liberdade, crianças de 6 meses a 5 anos, pessoas com deficiência, gestantes, puérperas, professores das escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade.

Vacinação

A vacina está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). Considerando a situação de pandemia, os horários estão organizados da seguinte forma: criança pela manhã na zona urbana, das 7h30 às 12h45. Os demais públicos prioritários devem ser vacinados no período da tarde, das 13h45 às 16h45. Na zona rural a vacinação ocorre das 7h30 às 12h45 (para todos os públicos). Para a imunização é necessário levar o cartão de vacina (se tiver) e também o cartão do SUS. Lembrando que a vacina não imuniza contra o novo coronavírus, porém, auxilia na exclusão do diagnóstico para a covid-19, já que os sintomas são parecidos.

Juazeiro: Sesab contrata 20 novos leitos de UTI para o tratamento da Covid-19

Foto: Reprodução

O governo do estado abrirá 20 novos leitos de Terapia Intensiva (UTI) dedicados ao tratamento de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus no Hospital Regional de Juazeiro até o final do mês. Este é o prazo para as obras de adequação que ocorrem na unidade.

Na última segunda-feira (6), a Sesab abriu 10 leitos de UTI e 20 leitos clínicos no Hospital Promatre de Juazeiro, cujo contrato é superior a R$ 5,4 milhões por seis meses. Apenas em Juazeiro, a Sesab possui 65 leitos entre clínicos e de UTI para Covid-19, custeados inteiramente com recursos estaduais.

Na avaliação do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, que esteve visitando Juazeiro na última semana, “o governador Rui Costa (PT) tem feito um esforço enorme para ampliar e descentralizar o atendimento aos pacientes mais graves com o diagnóstico positivo para Covid-19 e Juazeiro é um dos polos mais beneficiados”, afirma o secretário.

A governo estadual também destinou R$ 220 mil por mês para a abertura de pronto-atendimentos Covid-19 em toda a Bahia, incluindo Juazeiro. As unidades são voltadas para a classificação, manejo clínico, estabilização do paciente e, caso necessário, regulação para unidades de maior complexidade.

Na última portaria ministerial sobre o tema da pandemia, foram destinados R$ 7 milhões ao município de Juazeiro, que deverão ser investidos na ampliação da rede assistencial da Covid-19.

Carlos Alberto da Nóbrega apresentará de casa melhores momentos de A Praça é Nossa

por Folhapress
Foto: Reprodução / SBT

Carlos Alberto da Nóbrega, 84, voltará a apresentar o programa A Praça É Nossa (SBT) nesta quinta-feira (9), direto de sua casa. O artista, que está afastado desde o início da pandemia, vai apresentar uma reprise especial, com quadros que marcaram a história do humorístico.

Nóbrega usará seu "velho e querido banco" nas apresentações de quadros como Tiririca, Patropi, Vera Verão, Jeca Gay e muitos outros. O banco, que foi o primeiro usado nas gravações da Praça, em 1987, faz parte hoje do jardim da casa do apresentador, em São Paulo.

Na semana passada, Nóbrega afirmou que sempre desejou levar para a Praça o humorista Renato Aragão, 85, recém-saído da Globo. "Renato Aragão é história do humor da Globo. Ele tinha que ter uma estátua na emissora. Ou ter o nome na calçada da fama, e colocar os nomes que fizeram a Globo chegar onde chego."

O programa A Praça É Nossa é uma herança de Manoel da Nóbrega, pai de Carlos Alberto, criado em 1956, na TV Paulista, canal onde Silvio Santos estreou na TV.

Sophie Charlotte vai interpretar a cantora baiana Gal Costa no cinema

Sophie também tem contado com a ajuda do músico baiano César Mendes, parceiro de Caetano Veloso, para aprender a tocar violão

A atriz Sophie Charlotte tem se preparado para interpretar a cantora baiana Gal Costa em uma cinebiografia que será dirigida pelas cineastas Lô Politi e Dandara Ferreira.

Em casa, ela tem contado com a ajuda do marido Daniel Oliveira, que viveu Cazuza no cinema: “Chamei ele para ser meu coach”, disse.

Sophie também tem contado com a ajuda do músico baiano César Mendes, parceiro de Caetano Veloso, para aprender a tocar violão.

Conteúdo produzido pelo site Anota Bahia.

Mega-Sena acumula e vai a R$ 40 milhões

Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil

Nenhum apostador acertou os seis números da Mega-Sena sorteados nesta quarta-feira, 8, no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. 

Os números sorteados no concurso 2.277 foram: 10 - 22 - 23 - 37 - 53 - 60.

Na quina, 89 apostadores ganharam R$ 31.990,12. Os 5.597 ganhadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 726,69. A estimativa de prêmio do próximo concurso é de R$ 40 milhões para quem acertar as seis dezenas da Mega-Sena. O concurso 2.277 será no sábado, 11.

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$4,50.

Prefeitura divulga boletim da covid-19 com aumento de curas e sem registro de novos óbitos

Por Assessoria

Petrolina tem mais 12 curas clínicas e não registrou nenhuma morte pela covid-19 nesta quarta-feira (8). Com isso, já são 548 recuperados, representando 41,3% do total de casos confirmados: 1.325. Do total de positivados, 98 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes.

A prefeitura realizou 311 testes nesta quarta, com 64 positivos. O município também recebeu 21 exames laboratoriais positivos para a covid-19. Dos testes, são 34 pessoas do sexo feminino com idades entre 1 ano e 9 meses a 90 anos, e 30 do sexo masculino, entre 1 ano e 10 meses a 59 anos. Dos exames laboratoriais são 17 pacientes do sexo feminino, entre 18 e 80 anos, e 4 do sexo masculino entre 02 dias de vida e 41 anos.

Do total de casos positivados até o momento, 1.010 foram confirmados por testes rápidos da prefeitura e 315 diagnosticados através de exames laboratoriais.

FLUMINENSE BATE O FLAMENGO E TORNA-SE CAMPEÃO

Fluminense bate Flamengo nos pênaltis, fatura a Taça Rio e times decidirão o título Carioca em mais duas partidas
Arquivos Fluminense campeão - Marcondes Brito

quarta-feira, 8 de julho de 2020

MPF determina abertura de inquérito para apurar compra de respiradores pelo governo da BA e Consórcio Nordeste

A Pulsar foi contratada para entregar 750 respiradores, porém não cumpriu os prazos e, em junho, devolveu o valor de US$ 7,9 milhões investidos pelo Consórcio.

Por G1 BA

Inquérito apura compra de respiradores — Foto: Divulgação/Governo da Bahia

O Ministério Público federal (MPF), através do procurador da república Fernando Túlio da Silva, determinou a abertura de inquérito civil para apurar uma compra de respiradores pelo governo da BA e Consórcio Nordeste governo da Bahia, o Consórcio Nordeste, que representa os nove estados da região Nordeste do país, junto à empresa Pulsar. A determinação ocorreu na segunda-feira (6).

A Pulsar foi contratada para entregar 750 respiradores, porém não cumpriu os prazos e, em junho, devolveu o valor de US$ 7,9 milhões investidos pelo Consórcio. A negociação frustrada foi registrada em relatório de auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da Bahia (TCE).

O G1 procurou o governo da Bahia e o Consórcio Nordeste, mas até a última atualização desta reportagem, eles não se posicionaram sobre o caso.

Na época da devolução do dinheiro, a Secretaria de Comunicação do governo baiano informou que a decisão havia sido repassada aos demais governadores da região, e que os valores referentes a cada estado seriam transferidos para as contas oficiais.

O Ministério Público Federal informou que, por se tratar de assunto que está em apuração, e que tem o caráter reservado, o procurador Fernando Túlio não concederá declarações sobre o tema.

Hempcare

Também em junho, um contrato firmado entre o Consórcio Nordeste e a empresa Hempcare, para a aquisição de 300 respiradores, resultou na prisão temporária de três empresários, que foram soltos após cinco dias.

A Hempcare recebeu R$ 48,7 milhões do Consórcio Nordeste, mas não entregou os respiradores, nem devolveu o dinheiro. Outra empresa, a Biogeoenergy também é alvo de investigação.

A compra também é alvo de inquérito do Ministério Público Federal. Assim como o caso da Pulsar, o inquérito foi instaurado pelo procurador da república Fernando Túlio da Silva.

Em nota, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) informou que o conselho relator notificou os gestores a apresentarem defesa em 30 dias. O julgador ouvirá as partes, a auditoria, a assessoria jurídica, o Ministério Público de Contas, e levará a decisão para a apreciação do Plenário. A previsão, ainda segundo o TCE, é de que ainda este ano um julgamento sobre as compras do estado durante a pandemia seja realizado.

COMPARTILHE